Soldados desinfetam trem do VLT no Rio de Janeiro, em 26 de março de 2020 (AFP / Carl De Souza)

Verificações da AFP em português sobre o novo coronavírus

O novo coronavírus detectado na cidade chinesa de Wuhan no final de 2019 tem gerado um fluxo ininterrupto de informações falsas, amplamente compartilhadas nas redes sociais por todo o mundo. Abaixo, listamos as verificações feitas em português pela AFP, começando pelas mais recentes:

(Atualizado em 27 de março de 2020)

37. Israel tem “melhor situação” de controle da COVID-19 sem medidas de isolamento: FALSO

Mensagens compartilhadas milhares de vezes em redes sociais atribuem a Israel “a melhor situação do mundo no controle do coronavírus" por, supostamente, não adotar medidas de isolamento social. No entanto, o país do Oriente Médio tem tomado várias iniciativas para restringir a circulação de pessoas, como o fechamento de escolas e universidades. Além disso, o país tem mais casos confirmados pela COVID-19 do que outros com IDH semelhante, no mesmo período. Confira.

36. Estados Unidos fabricou vacina contra o novo coronavírus: FALSO

Uma imagem foi compartilhada em vários idiomas afirmando mostrar uma vacina criada por cientistas norte-americanos capaz de curar o coronavírus “dentro de 3 horas”. A foto mostra, no entanto, um kit de testes para detectar a COVID-19 desenvolvido por uma empresa sul-coreana. Confira.

35. Uma bióloga espanhola disse que CR7 e Messi deveriam encontrar a cura para COVID-19: FALSO

De acordo com publicações compartilhadas mais de 150 mil vezes em português, uma “bióloga espanhola” disse que, devido a seus altos salários, os jogadores de futebol Cristiano Ronaldo e Lionel Messi deveriam encontrar a cura para o novo coronavírus. No entanto, a foto que ilustra as postagens é de uma ex-ministra espanhola, e não há registro de que tal declaração tenha sido feita por qualquer bióloga. Confira.

34. Leões patrulham as ruas na Rússia para garantir cumprimento de quarentena: FALSO

Publicações compartilhadas dezenas de milhares de vezes em múltiplos idiomas afirmam que a Rússia colocou centenas de leões nas ruas para manter a ordem durante o isolamento ordenado devido à pandemia da COVID-19. Esta alegação é, contudo, falsa; a imagem que fundamenta as publicações foi registrada em Joanesburgo, na África do Sul, em 2016. Confira.

33. “Coronavírus: o início da epidemia” é um filme sul-coreano lançado em 2013: FALSO

“Coronavírus: o início da epidemia”: este seria o nome de  um suposto filme de origem coreana lançado em 2013, segundo publicações compartilhadas milhares de vezes em redes sociais, fazendo referência à atual pandemia. No entanto, o filme em questão foi intitulado “A Gripe” no mercado brasileiro e fala sobre uma mutação da gripe H5N1 e não sobre o vírus detectado no final de 2019 na China. Confira.

32. Sala repleta de caixões de vítimas do novo coronavírus na Itália: FALSO

Uma foto foi compartilhada dezenas de milhares de vezes em redes sociais como se mostrasse uma sala repleta de caixões de vítimas da COVID-19, na Itália. Na verdade, a imagem foi feita por um fotógrafo da AFP em outubro de 2013 e mostra os caixões de migrantes mortos depois que o barco em que estavam naufragou na costa da Itália. Confira.

Motorista de tuk tuk usa máscara facial em meio a temores do coronavírus em Bangcoc, Tailândia, em 6 de março de 2020 (AFP / Jack Taylor)

31. Um vagão de trem com a inscrição “COVID-19”: FALSO

A imagem de um vagão de trem com a inscrição “COVID-19” gerou apreensão nas redes sociais. Será uma prova de que o novo vírus foi espalhado pelo mundo de propósito? A fabricante destes vagões, uma empresa norte-americana, assegurou que a foto foi manipulada, já que nenhum de seus veículos leva tal código. Confira.

30. Drauzio Varella diz que não deixará de sair de casa devido à COVID-19: ENGANOSO

Um vídeo em que o médico Drauzio Varella defende que não há necessidade de mudança de hábitos em decorrência do novo coronavírus foi compartilhado milhares de vezes em redes sociais desde 21 de março deste ano. A gravação, publicada inclusive por autoridades públicas é, no entanto, do último dia 30 de janeiro, antes da chegada do coronavírus no Brasil. Desde então, o médico já recomendou que a população evite sair de casa. Confira.

29. O produto Glade prometia combater o novo coronavírus antes da pandemia atual: ENGANOSO

Publicações compartilhadas mais de mil vezes nas redes sociais ao menos desde 16 de março deste ano mostram como no rótulo de um produto para eliminar odores é mencionado que este serve para combater o “coronavírus humano”, advertindo que a sua fabricação é anterior à pandemia atual. Entretanto, ainda não foram realizados estudos para demonstrar a sua eficácia contra a COVID-19, uma nova cepa dos coronavírus. Confira.

28. Cuba inventou uma vacina para o novo coronavírus: ENGANOSO

Desde o início de março circulam nas redes sociais publicações e artigos que afirmam que o antiviral Interferon Alfa 2B, um remédio cubano, está sendo usado na China para curar a COVID-19. Outras postagens asseguram que esta droga, na realidade, é uma vacina contra o novo coronavírus. Embora este medicamento produzido com tecnologia cubana tenha sido usado na China em pessoas infectadas com a doença, trata-se de um antiviral cujo impacto no tratamento ainda está sendo avaliado - não é uma cura nem uma vacina. Confira.

27. Fotos mostram redução da poluição no mundo após detecção da COVID-19: ENGANOSO

Imagens que supostamente mostram a redução dos níveis de poluição no mundo como consequência da pandemia do novo coronavírus foram compartilhadas dezenas de milhares de vezes em redes sociais. Apesar de agências espaciais realmente terem detectado uma diminuição nas emissões de substâncias poluentes nos países mais afetados pela doença, algumas das fotos viralizadas são anteriores a esse cenário. Confira.

26. Caminhões carregam caixões de mortos por coronavírus na Itália: VERDADEIRO

Uma foto de caminhões enfileirados foi compartilhada mais de 16 mil vezes no Facebook como se os veículos estivessem transportando pessoas que faleceram devido ao novo coronavírus em Bérgamo, na Itália. Segundo as postagens, os corpos estavam sendo levados para o processo crematório, já que o necrotério e o cemitério da cidade não estão conseguindo atender a quantidade de mortos. Colocada em dúvida por usuários no Facebook, a imagem e seu contexto são verdadeiros. Confira.

25. O novo coronavírus permanece nove horas no asfalto: NÃO HÁ CERTEZA

Uma mensagem tem circulado com a alegação de que um suposto médico italiano recomendou que as pessoas deixem os seus sapatos fora de casa já que o novo coronavírus permanece vivo por até nove horas no asfalto. No entanto, especialistas ainda não têm certeza de quanto tempo este pode permanecer vivo fora do corpo humano e em determinadas superfícies, como o chão. Confira.

24. O coronavírus pode ser curado com água de alho: FALSO

Publicações compartilhadas milhares de vezes em diversos idiomas garantem que o novo coronavírus “pode ser curado” bebendo água fervida com alho. No entanto, autoridades sanitárias internacionais não identificaram ainda nenhum tratamento específico para a doença. Confira.

Vendedores usam máscaras faciais como medida preventiva contra o novo coronavírus na Cidade da Guatemala, em 18 de março de 2020

23. Gargarejo com água morna, vinagre ou sal “elimina” coronavírus: FALSO

Publicações afirmam que fazer gargarejo com água morna, sal, ou vinagre, elimina o novo coronavírus. Essa indicação é, entretanto, falsa. A temperatura da água não tem nenhum efeito contra a COVID-19 e as recomendações de saúde de vários países não mencionam que os gargarejos sejam efetivos contra o vírus. Confira.

22. Cristiano Ronaldo irá transformar seus hotéis em hospitais para tratar COVID-19: FALSO

A alegação de que o jogador de futebol Cristiano Ronaldo pretende transformar seus hotéis em Portugal em hospitais para pessoas infectadas pelo novo coronavírus foi compartilhada dezenas de milhares de vezes em diversos idiomas e em múltiplas redes sociais. No entanto, um funcionário da central de reservas dos hotéis disse que a afirmação “não é verídica” e Ronaldo não mencionou qualquer plano do tipo em suas redes sociais. Confira.

21. Coronavírus e gripe são a mesma coisa: FALSO

Apesar de terem sintomas similares, é um erro pensar que a doença provocada pelo novo coronavírus não é nada além de uma gripe, como afirmam publicações encontradas nas redes sociais. A COVID-19 é mais mortal, pode afetar grupos mais amplos de pacientes quando grave e ainda não pode ser prevenida com uma vacina, advertem especialistas. Confira.

20. Tom Hanks ganhou bola de vôlei “Wilson” durante quarentena: FALSO

Uma foto do ator Tom Hanks segurando uma bola de vôlei semelhante a vista em seu filme “Náufrago” foi compartilhada mais de 23 mil vezes nas redes sociais como se ele tivesse recebido o item da equipe do hospital onde estava em quarentena devido ao novo coronavírus. No entanto, a imagem foi manipulada,  usando a captura de tela de um vídeo do ator e a foto de uma ala de hospital. Confira.

19. Lista de conselhos baseada em “novos estudos sobre o coronavírus”: ENGANOSA

Uma mensagem na qual é apresentada uma série de recomendações para combater o novo coronavírus tem sido largamente compartilhada nas redes sociais desde fevereiro deste ano. A AFP entrevistou especialistas e comparou esta lista com as recomendações de autoridades de Saúde. Na realidade, grande parte das afirmações contidas na mensagem é falsa, ou não tem fundamentos científicos. Confira.

18. Consumir vitamina C protege do novo coronavírus: FALSO

Diversas publicações recomendam consumir vitamina C bebendo água morna com limão para fortalecer o sistema imunológico e, assim, combater o novo coronavírus. No entanto, segundo especialistas consultados pela AFP, a alegação é falsa: até o momento, a melhor maneira de se proteger do vírus é respeitando as recomendações de higiene das autoridades sanitárias e se isolar em caso de detecção de sintomas. Confira.

17. Prender a respiração para detectar infecção pelo coronavírus: FALSO

Uma mensagem compartilhada nas redes sociais recomenda beber “goles de água a cada 15 minutos” para prevenir o contágio pelo novo coronavírus e sugere prender a respiração por, ao menos, 10 segundos para detectar se o indivíduo está infectado. A Organização Mundial da Saúde (OMS) e especialistas consultados pela AFP refutam estas teorias. Confira.

16. Um cachorro foi contaminado com o novo coronavírus: VERDADEIRO

A notícia de que um cachorro testou positivo para o novo coronavírus foi colocada em dúvida nas redes sociais. Alguns usuários afirmaram que se tratava de um tipo de coronavírus que só afeta cães. Apesar de realmente existir um coronavírus canino, que provoca sintomas diferentes da Covid-19, o cachorro em questão, que vive em Hong Kong, foi contaminado pela cepa do coronavírus detectada em Wuhan. Confira.

15.Homens devem raspar a barba para se proteger do coronavírus: ENGANOSO

Publicações compartilhadas em múltiplos idiomas afirmam que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos recomendou que as pessoas removam pelos faciais para evitar o contágio pelo coronavírus. As postagens se baseiam, no entanto, em uma infografia de 2017 voltada somente a profissionais da área da saúde que trabalham com um tipo específico de máscara facial. Confira.

14. Verdades e mentiras sobre o contágio do novo coronavírus

O vírus pode permanecer vivo em pacotes enviados pelo correio? Pode ser transmitido por animais de estimação, ou entre mãe e filho durante a gravidez? Circulam nas redes sociais diversas teorias sobre a transmissão do novo coronavírus. Confira quais destas afirmações são corretas, e quais não. 

13. Mapa mostra propagação da COVID-19: ENGANOSO

Segundo múltiplas publicações, um mapa múndi que mostra diversas linhas vermelhas cruzando todos os continentes registra as viagens dos 60 mil habitantes de Wuhan antes que a cidade, foco inicial da epidemia da Covid-19, fosse isolada. Na verdade, o mapa foi elaborado em 2012 e mostra rotas de voo pelo mundo. Confira.

12. Um telhado infestado de morcegos é a fonte do novo coronavírus: FALSO

Um vídeo que mostra dezenas de morcegos debaixo de um telhado foi compartilhado como se representasse “a principal fonte” do novo coronavírus. No entanto, o vídeo circula desde 2011 e foi filmado em Miami, nos Estados Unidos. Confira.

11. Casal de idosos se despede após contrair coronavírus: ENGANOSO

Um vídeo em que um casal de idosos internados dão as mãos e se despedem por, supostamente, acabarem de saber que contraíram o novo coronavírus foi amplamente compartilhado em redes sociais. Não há registros, entretanto, de que algum deles tenha realmente sido infectado com a doença. Confira

10. Casal em quarentena em cruzeiro recebe vinho por drone: ENGANOSO

Múltiplas publicações e artigos compartilhados nas redes sociais garantem que um casal australiano recebeu uma entrega de vinho por drone enquanto estava em quarentena em um cruzeiro no Japão devido ao surto do novo coronavírus. A alegação se baseia em postagens do casal no Facebook, mas os dois contaram posteriormente a uma rádio australiana que a história era apenas “uma brincadeira”. Confira.

Passageiros passam por verificação de temperatura como medida preventiva contra o novo coronavírus em uma estação de trem em Nanjing, na China, em 18 de fevereiro de 2020

9. Uma praga de corvos invade Wuhan: ENGANOSO

Um vídeo em que corvos sobrevoam uma rua vazia circula como se tivesse sido gravado na cidade chinesa de Wuhan, após o início da epidemia do novo coronavírus. No entanto, as imagens foram registradas na cidade chinesa de Xining, localizada a mais de 1.600 km de distância do foco inicial do vírus. Confira

8.  Governo chinês busca autorização da Suprema Corte para matar pacientes da COVID-19: SEM REGISTROS

Um artigo compartilhado nas redes sociais afirma que a China busca a aprovação da Suprema Corte para matar 20 mil pacientes do novo coronavírus. O texto foi publicado por um site que já difundiu informações falsas no passado e não há registro de ação do tipo no site do Supremo Tribunal Popular da China. Confira.


7. Vídeo mostra pessoas “morrendo de dor” devido ao coronavírus: FALSO

Um vídeo, visualizado mais de 400 mil vezes em diversos idiomas, circula nas redes sociais como se mostrasse pessoas contaminadas pelo novo coronavírus “morrendo de dor” na China. Os jovens vistos nas imagens são, no entanto, estudantes sul-africanos que participavam de uma simulação escolar, sem relação com a atual epidemia. Confira

6. A fundação de Bill Gates previu em 2019 a atual epidemia: ENGANOSO

Segundo publicações viralizadas nas redes sociais, a fundação Bill e Melinga Gates, o Fórum Econômico Mundial e representantes da indústria farmacêutica previram em 2019 a atual epidemia de coronavírus. As postagens se baseiam em um evento organizado em outubro do ano passado pelo Centro para a Segurança da Saúde da Universidade Johns Hopkins. No entanto, esse evento consistiu na simulação de resposta a uma pandemia fictícia, com características diferentes da do COVID-2019. Confira

Casal usa máscara como medida preventiva contra o novo coronavírus em Hong Kong, em 14 de fevereiro de 2020

5. Beber água morna ajuda a se prevenir do novo coronavírus: FALSO

Manter a garganta úmida bebendo água morna seria um método de evitar o contágio do coronavírus segundo publicações que citam o “Departamento de Saúde do Canadá”. A autoridade sanitária deste país, chamada Health Canada, não inclui esta orientação em seu site e negou haver recomendado a prática. A Organização Mundial da Saúde (OMS) também não a recomenda como medida preventiva. Confira.  

4. Foto de rua cheia de vítimas do coronavírus: FALSO

Uma foto de pessoas caídas no chão foi compartilhada como se mostrasse pessoas mortas na China devido ao novo coronavírus. Na verdade, a imagem mostra indivíduos que participaram de um projeto artístico em 2014 na Alemanha, em memória das vítimas de um campo de concentração nazista. Confira

3. Médicos recomendam chá de erva-doce para combater o novo coronavírus: FALSO

Segundo publicações viralizadas, médicos recomendam beber chá de erva-doce para combater o novo coronavírus, uma vez que a infusão possui a mesma substância do remédio Tamiflu. Especialistas negam, no entanto, essa relação entre a erva-doce e o medicamento, que, por sua vez, não é indicado para o tratamento do coronavírus. Confira.

2. Imagens do mercado chinês onde surgiu o novo vírus: FALSO

Um vídeo de um mercado onde são vendidos diversos tipos de animais, vivos ou mortos, foi compartilhado como se mostrasse a feira de Wuhan onde foi detectada a nova cepa de coronavírus no final de 2019. As imagens correspondem, no entanto, a um mercado na Indonésia. Confira.

1. O novo coronavírus foi criado e patenteado nos Estados Unidos: FALSO

Múltiplas publicações se basearam em uma patente para afirmar que o novo coronavírus foi criado e registrado nos Estados Unidos. No entanto, a patente indicada como prova corresponde uma linhagem diferente da que causou a epidemia iniciada na cidade de Wuhan. Confira.

EDIT 06/03: Acrescenta novas verificações e atualiza fotos

EDIT 20/03: Acrescenta novas verificações e atualiza fotos

EDIT 27/03: Acrescenta novas verificações e atualiza fotos
AFP Brasil