Comemoração não foi filmada no Hospital de Messejana, que ainda atende casos de COVID-19

Copyright © AFP 2017-2020. Todos os direitos reservados.

Uma gravação em que profissionais da área de saúde batem palmas foi compartilhada dezenas de milhares de vezes em redes sociais desde o final de junho como se o motivo da comemoração fosse o fechamento da ala dedicada ao tratamento de COVID-19 do Hospital de Messejana, em Fortaleza (CE).  O vídeo foi gravado, contudo, em uma UPA do mesmo bairro para celebrar uma redução pontual no atendimento de pacientes do novo coronavírus. As duas instituições continuam recebendo casos da doença.

“Que maravilha! Hospital de Messejana, aqui em Fortaleza, fecha a Ala de ‘Covid-19’ por falta de paciente!”, diz a legenda que acompanha a gravação em uma das postagens, compartilhadas mais de 60 mil vezes no Facebook (1, 2, 3) desde o último dia 18 de junho.

A alegação, que voltou a circular recentemente, também foi compartilhada no Twitter e YouTube. “Isso não sai na mídia”, critica uma das publicações. 

Captura de tela feita em 21 de julho de 2020 de publicação no Facebook

O Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM) passou por uma reestruturação recente para lidar com a pandemia do novo coronavírus, oferecendo mais de 200 leitos e uma unidade de campanha em sua área externa exclusivamente para o tratamento de pacientes com COVID-19.

Procurado pela equipe de checagem da AFP, o hospital negou, no entanto, que tenha fechado seus leitos dedicados ao atendimento de casos do novo coronavírus. “O Hospital continua recebendo pacientes com COVID-19”, disse.

O HM também informou que as imagens viralizadas não foram gravadas na instituição, mas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da mesma região da capital cearense. De fato, aos 20 segundos da gravação alguns profissionais de saúde gritam: “É UPA”.

Também é possível identificar, no uniforme de uma das funcionárias, a logo com os dizeres “24h” em azul e vermelho, típica das Unidade de Pronto Atendimento, e utilizada na UPA de Messejana.

Captura de tela feita em 21 de julho de 2020 de vídeo publicado no Facebook

Contatada, a assessoria de imprensa da UPA de Messejana confirmou que o vídeo foi gravado na unidade no último dia 17 de junho, mas que o motivo da comemoração não foi o fechamento de uma ala exclusiva para COVID-19. “Essa unidade não tem ala, anexo e nem hospital de campanha COVID-19”, afirmou.

“O motivo foi o fato de no dia, os profissionais terem transferido quatro pacientes suspeitos de COVID-19, da [área de] observação adulto para a infantil”, disse o representante da UPA à AFP. “Eles comemoraram o fato de ter diminuído os casos, pois no pico foi muito cansativo. Eles então puderam fazer uma higienização mais completa na [área de] observação adulto, enquanto os poucos pacientes aguardavam na infantil”, acrescentou.

“Ressalto que em momento algum a unidade parou seus atendimentos, inclusive, no dia seguinte, deu entrada na unidade um paciente com suspeita de COVID-19”, concluiu o representante.

Em 17 de junho, data em que o vídeo foi gravado, o Hospital de Messejana estava com 65 leitos de UTI e 134 leitos de enfermaria da ala exclusiva para os casos de COVID-19 ocupados, informou ao AFP Checamos.

Até o dia 21 de julho, foram registrados mais de 2,118 milhões de casos e de 80 mil mortes pelo novo coronavírus no Brasil. Apenas no estado do Ceará, foram cerca de 147 mil casos e 7.185 óbitos, segundo o Ministério da Saúde.

Em resumo, é falso que o vídeo viralizado mostre profissionais de saúde comemorando o fechamento da ala dedicada ao tratamento de COVID-19 do Hospital de Messejana, em Fortaleza. O vídeo foi gravado em uma UPA do mesmo bairro, após uma redução no atendimento de casos do novo coronavírus. Ambas as instituições continuam atendendo casos da doença.

AFP Brasil
CORONAVÍRUS