O sigilo de Adélio Bispo, autor da facada contra Bolsonaro, foi quebrado e seus celulares, periciados

Atualizado em 11/06/2021 às 17:38

Publicações que asseguram que o sigilo telefônico de Adélio Bispo, responsável pelo atentado a faca contra o então candidato à Presidência Jair Bolsonaro em setembro de 2018, nunca foi quebrado e que, consequentemente, seu celular nunca foi periciado foram compartilhadas milhares de vezes em redes sociais ao longo dos anos. Isso é falso. O sigilo de Adélio foi suspenso ainda em 2018 e a Polícia Federal periciou os quatro aparelhos telefônicos encontrados sob sua posse. O que não foi periciado foi o celular de seu advogado, pois a Justiça ainda decide se isso infringiria o sigilo profissional.