O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, recebe a dose de reforço da vacina contra a covid-19 em Londres, em 2 de dezembro de 2021 ( AFP / POOL / Paul Edwards)

É falso que o premiê britânico, Boris Johnson, não se vacinou porque a agulha estava tampada

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Uma foto do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, sendo vacinado contra a covid-19, acompanhada da alegação de que se tratou de uma simulação pois a agulha estava tampada, foi compartilhada centenas de vezes nas redes sociais desde o último dia 14 de dezembro. Mas isso é falso: no vídeo do momento em que o premiê é imunizado é possível observar que a agulha não estava protegida por uma tampa.

“E o primeiro ministro afirmando que o povão tem que v@chin@r! Só esqueceram de tirar a tampa da agulha” e “Foto ‘para inglês ver’, literalmente!”, indicam as legendas de algumas publicações compartilhadas no Twitter (1, 2, 3) e no Facebook (1, 2).

As publicações começaram a ser compartilhadas depois que o governo britânico acelerou a aplicação da dose de reforço, a fim de minimizar o impacto da variante ômicron.

Captura de tela feita em 15 de dezembro de 2021 de uma publicação no Twitter ( . / )

A imagem circulou com alegações semelhantes também em outros idiomas, como espanhol, coreano e inglês.

Em 2 de dezembro de 2021, Johnson recebeu o reforço do imunizante contra a covid-19 em uma clínica de vacinação no Hospital St. Thomas, em Londres, como noticiado pela AFP.

Pouco antes, a Grã-Bretanha havia estabelecido uma meta de dois meses (1, 2) para aplicar as doses de reforço em todos os adultos maiores de 18 anos, na tentativa de minimizar o impacto da variante ômicron.

As publicações que afirmam que o primeiro-ministro não foi realmente vacinado são falsas.

Agulha tampada?

Vídeos do momento em que Johnson recebe a dose do imunizante permitem ver a agulha, que não está tampada, entrando em seu braço.

Uma busca no Google pelas palavras-chave em inglês “Boris Johnson + vacina” levou a esta sequência publicada no canal do YouTube do London Evening Standard, um jornal britânico, em 3 de dezembro de 2021.

O momento em que o premiê britânico é vacinado com a dose de reforço pode ser visto nessa sequência em um minuto e 11 segundos.

Usando a funcionalidade “lupa” da ferramenta InVID-WeVerify sobre capturas de tela do momento da vacinação pode-se ver com mais definição que a agulha não estava coberta por uma capa protetora:

Aplicação da funcionalidade “lupa” da ferramenta InVID-WeVerify sobre capturas de tela feitas em 15 de dezembro de 2021 de um vídeo do Evening Standard no YouTube ( . / )

A mesma cena foi capturada a partir de ângulos diferentes em vídeos publicados pelos tabloides britânicos The Sun e The Daily Mail.

O Checamos já verificou outras alegações de que as seringas de aplicação do imunizante contra a covid-19 supostamente estavam sem agulha ou com a capa de proteção (1, 2, 3).

COVID-19 VACINAS