O vídeo de um telhado infestado de morcegos foi gravado em 2011 nos Estados Unidos

Um vídeo que mostra morcegos saindo por baixo de telhas tem sido compartilhado em português desde 20 de fevereiro nas redes sociais, onde o apresentam como a causa da epidemia do novo coronavírus na China. A gravação, entretanto, aparece na Internet desde julho de 2011 e, na realidade, mostra uma reparação sendo feita no telhado de uma casa na cidade de Miami, nos Estados Unidos.

“A principal fonte de vírus corona é encontrada. Acontece que muitos telhados em Wuhan, província de Hubei, estão fortemente infestados de morcegos de crisântemo, um tipo de morcego que carrega o vírus em seu corpo. Quando as cobras comem esses morcegos, as cobras se tornam transportadoras secundárias, e quando os chineses comem essas serpentes, elas se tornam transportadoras humanas do vírus e se espalham para os seres humanos através do ar e de outras superfícies estruturais gerais, tossindo, espirrando, coriza, etc. ... etc. (Recebido via WhatsApp) [sic], diz a legenda que acompanha o vídeo nas publicações no Facebook (1, 2, 3, 4) e no Twitter, reproduzido centenas de vezes.

Captura de tela feita em 21 de fevereiro de 2020 de uma publicação no Facebook

A sequência, que mostra pessoas levantando as telhas de um teto, de onde saem dezenas de morcegos, também circulou em espanhol (1, 2, 3) e inglês (1, 2, 3).

O novo coronavírus é uma epidemia viral que se acredita ter surgido em um mercado na cidade chinesa central de Wuhan no final de 2019. Essa metrópole de 11 milhões de habitantes está em quarentena desde 23 de janeiro, assim como outras cidades limítrofes.

Até 21 de fevereiro, mais de 2.100 pessoas faleceram devido à epidemia e 75 mil foram contaminadas apenas na China.

Reparação de telhados

Uma busca pelas capturas de tela da gravação com a ferramenta InVid* permitiu fazer um rastreamento das imagens nos motores Google e Yandex. Os resultados mostram um vídeo mais longo publicado em 5 de julho de 2011 no canal do YouTube da empresa norte-americana de reparação de telhados “Istueta Roofing”.

No áudio original da sequência é possível ouvir ao menos dois homens falando em espanhol. “Que coisa enorme, uau”, “há milhares”, “continuam saindo um debaixo do outro”, são algumas das expressões ouvidas.

O título do vídeo é: “Bat Infestation Under Tile Roof- Roofing Miami, FL” (“Infestação de morcegos sob um telhado - Miami, Flórida”, em tradução livre para o português).

“Nossa equipe se surpreendeu ao iniciar o processo de remoção do telhado velho de um de nossos clientes e centenas de morcegos saíram voando debaixo das telhas. Isso foi inesperado! (Retirar morcegos não é um serviço que oferecemos). Um agradecimento especial ao nosso gerente de produção, Danny Argote, por gravar isso”, diz a descrição do vídeo.

Comparação de imagens feita a partir das capturas de tela do vídeo na publicação do Facebook (esquerda) e o vídeo na página do YouTube

A mesma gravação também pode ser encontrada no site da empresa de reparação de telhados.

Durante uma conversa por telefone com a equipe de checagem da AFP, o coproprietário da Istueta Roofing, Ariel Istueta, confirmou que o vídeo foi feito nos Estados Unidos em 2011.

“Isso não é da China, este é um vídeo de 2011 quando o nosso ex-gerente de produção Danny Argote foi substituir um telhado infestado de morcegos na localidade de Pinecrest, no subúrbio de Miami, Flórida”, assinalou Istueta.

Em resumo, o vídeo que mostra um telhado infestado de morcegos não foi gravado em Wuhan, na China, e não está vinculado à epidemia do novo coronavírus. Na verdade, ele foi feito por uma empresa que reparava um telhado em Miami, nos Estados Unidos em 2011.

*Uma vez instalada a extensão InVid no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.