Esta foto mostra um kit de teste para COVID-19 desenvolvido por uma empresa sul-coreana

Copyright © AFP 2017-2020. Todos os direitos reservados.

Publicações compartilhadas mais de 2,9 mil vezes nas redes sociais afirmam que uma imagem mostra uma vacina criada por cientistas norte-americanos capaz de curar o coronavírus. Esta afirmação, na realidade, é falsa. A foto mostra um kit de testes para detectar a doença COVID-19 desenvolvido por uma empresa sul-coreana. Até março de 2020, especialistas internacionais da área de saúde indicaram que não há cura, ou vacina, para o novo coronavírus.

“Boas notícias! Vacina contra o vírus Carona pronta. Capaz de curar o paciente dentro de 3 horas após a injeção. Tiremos o chapéu para os cientistas dos EUA. No momento, Trump anunciou que a Roche Medical Company lançará a vacina no próximo domingo e milhões de doses estão prontas!”, indicam as publicações, compartilhadas no Facebook (1, 2, 3, 4) mais de 2.900 vezes desde o último dia 22 de março.

Captura de tela feita em 26 de março de 2020 no Facebook

Alguns usuários se mostraram contentes com a suposta descoberta da vacina: “Parabéns a população de todo o mundo q.deus propocionol a este país a f brincar o remédio para curar a população doente [sic] e “Parabéns a quem postou essa materia. Vamos falar mais em cura e em Deus. Povo vive querendo falar so de tragedia. Gostei desta materia e que realmente seja uma verdade [sic].

A mesma alegação com a imagem da suposta vacina tem sido replicada em tamil (1) e espanhol (1) nas redes sociais.

Esta afirmação, no entanto, é falsa.

Uma busca reversa* pela imagem no Google levou à descoberta que a foto mostra, na realidade, um kit de teste para detectar a COVID-19 desenvolvido pela Sugentech, uma empresa sul-coreana de biotecnologia.

A foto foi publicada em um artigo do site de notícias indiano Gulte em 22 de março de 2020, cujo título era “COVID-19: companhias sul-coreanas saem na frente”.

A empresa Sugentech também publicou uma imagem do kit em seu site, que corresponde ao produto visto na imagem dos posts viralizados.

Captura de tela feita em 27 de março de 2020 no site da Sugentech

Existe uma vacina?

A alegação de que cientistas norte-americanos desenvolveram uma vacina para a COVID-19 que cura o paciente três horas depois de ter sido aplicada é igualmente falsa.

O Centro para o Controle e a Prevenção de Doenças dos Estados Unidos indica em seu portal que ainda não há vacina ou cura para o novo coronavírus.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) também assinalou que “não há vacina ou remédio antiviral específico para prevenir ou tratar” a COVID-19.

“Possíveis vacinas e alguns tratamentos medicamentosos específicos estão sob investigação. Eles estão sendo testados por meio de provas clínicas”, explicou a organização.

O Ministério da Saúde brasileiro também indica em sua seção específica para o coronavírus que ainda não há tratamento disponível para a doença.

Outras desinformações sobre uma suposta vacina que curaria a COVID-19 em apenas três horas tem circulado nas redes sociais, como foi checado pela AFP, em inglês. A alegação surgiu depois que uma empresa farmacêutica norte-americana anunciou que havia criado uma vacina em três horas após receber a sequência genética da COVID-19. Essa vacina, porém, ainda está em fase de desenvolvimento e ainda não é viável para uso.

Até 27 de março, o novo coronavírus já havia deixado mais de 23 mil mortes em todo o planeta e infectado mais de meio milhão de pessoas desde que foi detectado na cidade de Wuhan, na China, em dezembro de 2019.

Com 83 mil contágios oficialmente registrados, os Estados Unidos passaram na quinta-feira, 26 de março, a liderar a lista de países com mais casos, à frente de Itália e China.

Em resumo, é falso que a fotografia viralizada nas redes sociais mostre uma vacina desenvolvida por cientistas norte-americanos que cura os pacientes da COVID-19 em apenas três horas. A imagem mostra um kit de testes elaborado por uma empresa sul-coreana e ainda não há tratamento, ou cura, para o novo coronavírus.

*Uma vez instalada a extensão InVid & WeVerify no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.

AFP Brasil
Coronavírus