Vídeo com agradecimento ao governo federal era por verbas para um hospital em maio de 2020

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Um vídeo de uma coletiva de imprensa em que um político agradece ao governo federal por sua ajuda com um projeto enquanto estava ao lado do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi visualizado mais de 200 mil vezes em redes sociais desde o último dia 14 de junho. Segundo as publicações, as imagens foram feitas no mesmo dia e mostram o prefeito de São Paulo agradecendo ao governo Bolsonaro por “vacinas”. Isso é falso. O vídeo é de maio de 2020, quando o prefeito de São Bernardo do Campo mencionou a ajuda do governo federal com a construção de um hospital no município paulista.

“Hoje- Prefeito de São Paulo agradecendo o Governo Bolsonaro sobre vacinas”, diz o texto que acompanha a gravação em publicações compartilhadas desde o último dia 14 de junho no Facebook (1, 2, 3), Instagram e Twitter. O conteúdo foi publicado com a mesma alegação pelo vereador e filho do presidente Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro (Republicanos), no YouTube.

No vídeo, um homem que está ao lado de Doria é ouvido dizendo: “E agradecer, também, ao governo federal. Aqui, na Saúde não tem guerra política. O governador está aqui, o presidente foi convidado, o presidente Jair Bolsonaro foi convidado”. Em meio a essa fala, é possível ouvir uma terceira pessoa gritando: “Fora Doria”.

Captura de tela feita em 15 de junho de 2021 de uma publicação no YouTube

Adversários políticos, Doria e Bolsonaro têm disputado o mérito pela obtenção de vacinas para a campanha de imunização contra a covid-19 no Brasil.

O governador de São Paulo defende que o início da vacinação só foi possível graças ao acordo fechado em junho de 2020 entre o estado paulista e a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, enquanto o presidente cita investimentos federais na produção do imunizante.

O vídeo compartilhado nas redes não tem relação, contudo, com esse contexto.

Hospital em maio de 2020

Na gravação é possível identificar um banner com as palavras “Hospital de Urgência São Bernardo do Campo”, atrás do governador de São Paulo. Uma busca no Google por essas palavras-chave associadas ao nome de Doria levou a um artigo publicado em 14 de maio de 2020 no site do governo de São Paulo.

A matéria é ilustrada com uma foto de um cenário muito semelhante ao visto no vídeo viralizado e detalha que o registro foi feito na inauguração de um hospital exclusivo para atendimento de pacientes com covid-19 no município de São Bernardo do Campo, no mesmo dia. 

Comparação feita em 15 de junho de 2021 de vídeo publicado no YouTube e matéria no site do governo de São Paulo

Uma busca específica por registros desta inauguração leva a vídeos de veículos locais (1, 2) que mostram o mesmo momento da gravação viralizada. Nestas imagens, é possível ver que quem fala não é o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), mas o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando (PSDB).

Na fala completa também fica claro que o agradecimento não era referente à vacinas, mas ao envio de verbas federais para a construção do hospital de urgência. “Se não fossem esses recursos não daria pra ter esse hospital funcionando”, diz Morando após o trecho destacado do vídeo compartilhado nas redes.

Segundo detalhado no site do governo de São Paulo, o estado investiu R$ 20 milhões para aquisição de mobiliário e equipamentos para o hospital, enquanto o município de São Bernardo do Campo entrou com R$127,6 milhões e o governo federal, com R$ 25 milhões.

Em maio de 2020, quando as imagens foram feitas, ainda não havia vacinas aprovadas contra a covid-19 e a maior parte dos imunizantes estava na fase 1 de testes clínicos.

COVID-19 VACINAS