O vídeo em que Caetano e Maria Bethânia aparecem sem máscara é anterior à pandemia

Copyright © AFP 2017-2020. Todos os direitos reservados.

Um vídeo em que Caetano Veloso e Maria Bethânia são vistos dançando sem máscara em uma festa na companhia da atriz Regina Casé e da cantora Mart'nália foi compartilhado centenas de vezes nas redes sociais desde o dia 4 de janeiro como se tivesse sido gravado no Réveillon de 2020. Os artistas foram criticados por estarem “todos sem distanciamento e sem máscaras”. No entanto, as imagens viralizadas são de janeiro de 2019, mais de um ano antes de a pandemia de covid-19 ser confirmada no Brasil.

“Caetano Rouanet Veloso, Regina Casé, Betânia, Martinália filha de Martinho da Vila e outras dezenas de artistas em festa de réveillon, TODOS SEM DISTANCIAMENTO E SEM MÁSCARAS. Quando sua casa for invadida pela polícia, por causar aglomeração, lembre-se que na casa do Caetano Veloso as festas estão liberadas! Será que a extrema imprensa vai divulgar essa bandalheira descarada? Canalhas hipócritas!”, diz uma das publicações compartilhadas mais de 1.000 vezes no Facebook (1, 2) e que também circulou no Instagram e no Twitter (1, 2).

No vídeo, com pouco mais de dois minutos de duração, os quatro famosos mencionados na legenda das postagens são vistos dançando em uma festa ao ar livre em meio a várias pessoas usando roupas brancas, incluindo Maria Bethânia, Mart’nália e Regina Casé. 

Captura de tela feita em 11 de janeiro de 2021 de publicação no Facebook

Essas imagens, entretanto, não são da celebração de Ano Novo. Elas foram gravadas em janeiro de 2019, na festa de aniversário de Rodrigo Veloso, irmão de Caetano e Bethânia, em Santo Amaro da Purificação, cidade baiana em que eles nasceram. 

Isso foi explicado pelo próprio Caetano Veloso no Twitter, em 4 de janeiro deste ano. 

Ao fazer uma busca no YouTube usando os termos “Caetano”, “Bethânia” e “Santo Amaro”, o AFP Checamos encontrou três registros (1, 2, 3) da festa postados há mais de um ano e com legendas que informam que a celebração ocorreu em 27 de janeiro de 2019. Um deles, com mais de 70 mil visualizações, foi intitulado “Caetano e Bethânia no aniversário de Rodrigo Veloso em 2019”. Nessas imagens Caetano e Maria Bethânia aparecem vestindo as mesmas roupas do vídeo viralizado. 

O portal de notícias G1 também publicou em 28 de janeiro de 2019 uma matéria sobre o aniversário com fotos de Caetano e Bethânia.

A publicação dessas sequências é, portanto, anterior em mais de um ano à data de confirmação do primeiro infectado pelo novo coronavírus no Brasil

Um vídeo da festa também foi postado, em 27 de janeiro de 2019, na conta do Twitter da produtora Paula Lavigne e, no dia seguinte, no perfil de Caetano Veloso no Instagram. 

Captura de tela feita em 11 de janeiro de 2021 de publicação de Caetano Veloso no Instagram

Diante da repercussão da postagem falsa,o advogado de Caetano, Caio Mariano, ameaçou processar a cantora Nayat Jordan caso ela não apagasse o vídeo viralizado em seu perfil Facebook, além de publicar um "pedido de retratação e de desculpas, em postagem própria, esclarecendo sobre a falsidade das informações postadas". Ela apagou a postagem e republicou o vídeo com o seguinte texto: “Segundo informações, essa festa foi em 2019, na Festa do Divino. Me passaram como Réveillon. A informação anterior não procede”

Essa informação também foi checada pela Agência Lupa, pelo Aos Fatos, pelo Boatos.org e pelo Fato ou Fake

Em resumo, é falso que o vídeo viralizado mostre Caetano Veloso, Maria Bethânia e outros famosos  celebrando o último réveillon sem máscaras e distanciamento social. Na verdade, as imagens são de janeiro de 2019, mais de um ano antes da chegada da pandemia de covid-19 ao Brasil. 

AFP Brasil
CORONAVÍRUS