( . / )

A Romênia suspendeu temporariamente a atividade de alguns centros de vacinação contra a covid-19

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

A captura de tela de uma notícia sobre o fechamento de centros de vacinação contra a covid-19 na cidade de Brasov, Romênia, somou mais de 10,7 mil interações nas redes sociais desde 19 de agosto de 2021, acompanhada da afirmação de que “todos os postos de vacinação foram fechados”. Embora alguns locais onde ocorria a campanha de imunização no país europeu realmente tenham interrompido as suas atividades, foi algo temporário que poderia ser revertido se houvesse um aumento na demanda por vacinas. No início de setembro, elas continuavam sendo aplicadas em centenas de pontos e em hospitais.

“VIVA A ROMÊNIA! Louvado seja Deus. Todos os postos de v*cinação em Brasov foram fechados, VITÓRIA! Aqui na Romênia nós, o povo, temos vencido a batalha contra a depopulação do sistema através do programa de v*cinas. O governo começou a fechar os centros de v*cinação, 70 % da população recusou ser inoculada e todas as medidas coercitivas falharam”, indica o texto visto na captura de tela de uma mensagem, acompanhada pela manchete do The Times of India “Romênia fecha 117 centros de vacinação Covid”.

Essa alegação circulou no Facebook, no Instagram e em grupos no Telegram (1, 2).

Captura de tela feita em 10 de setembro de 2021 de uma publicação no Instagram ( . / )

Uma das postagens contém um texto em espanhol, traduzido automaticamente de um artigo em romeno que diz: “ROMÊNIA. Todos os centros de vacinação anti-covid em Brasov foram fechados”. No entanto, é omitida a segunda parte do título, que assinala: “Também estão sendo administradas vacinas em médicos de família e hospitais”.

Alegações semelhantes também foram divulgadas em espanhol, francês, inglês, alemão e em formato de vídeo em coreano.

Fechamento temporário dos centros de vacinação na Romênia

Uma pesquisa no Google pela reportagem publicada pelo jornal indiano The Times of India, cuja manchete foi reproduzida em algumas das postagens viralizadas, mostrou que o texto data de 7 de julho de 2021.

O artigo indica: “A diminuição da demanda por vacinas contra o coronavírus na Romênia levou as autoridades a fechar 117 centros de vacinação e a reduzir o esquema para 371, indicaram profissionais de saúde”.

Contactado pela equipe de verificação da AFP, um funcionário do grupo de comunicação da Coordenação Nacional de Atividades de Vacinação contra a covid-19 (CNCAV) na Romênia explicou que “os centros não foram fechados permanentemente”.

“A atividade foi temporariamente interrompida e será retomada com um aumento na adesão à vacinação para conter a disseminação da covid-19”, disse o funcionário em 8 de setembro de 2021. Além disso, confirmou que “todos os centros de vacinação nos hospitais permanecem ativos”.

Nesse mesmo dia, a Romênia tinha 581 centros de vacinação e 837 escritórios de imunização operando em todo o país, de acordo com a CNCAV.

O artigo em romeno, contido na publicação que inclui o texto em espanhol, não menciona o suposto plano de fechamento de todos os pontos de vacinação no país, mas apenas dos centros da cidade de Brasov. Também explica que os pacientes podem ser vacinados durante a consulta com os médicos de família em hospitais ou clínicas particulares.

Sobre isso, o porta-voz da CNCAV afirmou à AFP: “Em Brasov há vários centros que suspenderam temporariamente suas atividades por não serem eficazes. A média diária de vacinação nesses pontos era inferior à média estabelecida”.

Na data de publicação deste artigo havia 13 pontos de vacinação abertos na região de Brasov, segundo o site do Departamento de Saúde Pública da cidade. A vacinação contra o SARS-CoV-2 também pode ser feita em 86 consultórios de médicos de família.

A CNCAV enfatizou à equipe de verificação da AFP que “todos os centros de vacinação com atividade temporariamente suspensa podem ser reativados em pouco tempo se a intenção de vacinar aumentar”.

“A decisão de suspender a imunização em alguns pontos foi tomada pelos diretores de saúde pública depois de calcular sua eficiência em cada centro”, como foi o caso em alguns locais de Brasov.

Profissionais de saúde aplicam vacinas contra a covid-19 em Bucareste, em 7 de maio de 2021 ( AFP / Daniel Mihailescu)

Apesar do fechamento temporário de alguns centros, as autoridades de saúde romenas estão realizando um projeto chamado “A cidade vacina o povo”, que consiste em levar equipes móveis para as áreas rurais e vacinar todos os interessados.

A localização dos centros de vacinação e a quantidade de injeções disponíveis são publicadas no site oficial da CNCAV.

De acordo com o último relatório disponível sobre a vacinação contra a covid-19 na Romênia, em 10 de setembro de 2021, 9.860.502 doses foram administradas no país desde o início da vacinação, em 27 de dezembro de 2020.

Um total de 5.199.572 romenos haviam recebido o esquema completo de vacinação, o que representa apenas 32% da população do país, segundo dados do Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) - porcentagem bem abaixo da média da União Europeia (UE), que no final de agosto alcançou a taxa de 70%.

Em 10 de setembro de 2021, a Romênia era o penúltimo país da UE em termos de porcentagem da população com o esquema completo de imunização, à frente apenas da Bulgária.

COVID-19 VACINAS