CNN errou na tarja, mas deu informação correta sobre teste negativo de covid-19 de Bolsonaro

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

A imagem de um programa da CNN Brasil indicando que o presidente Jair Bolsonaro havia testado positivo para covid-19 gerou mais de 50 mil interações nas redes sociais desde 3 de janeiro de 2022, com usuários alegando que o canal espalhou “fake news”. Mas enquanto a tarja do CNN Prime Time indicava uma informação equivocada, os apresentadores davam a notícia de que o resultado do teste do mandatário havia sido negativo, informação divulgada por outros veículos de imprensa e corrigida na legenda segundos depois. Após o incidente, a emissora publicou uma nota reconhecendo o erro e pedindo desculpas.

“‘- Imprensa sem limites: Fake News. - Sequer fiz teste para Covid’. @jairbolsonaro”, dizem publicações compartilhadas no Twitter (1, 2, 3), no Instagram (1, 2, 3) e no Facebook (1, 2, 3).

Captura de tela feita em 4 de janeiro de 2022 de um tuíte ( . / )

As publicações começaram a circular após a transmissão do programa CNN Prime Time de 3 de janeiro de 2022. Às 19h26, o âncora Márcio Gomes anunciou uma última informação que seria dada em seu programa. Ele disse:

“O presidente Jair Bolsonaro, para ser atendido, para ser aceito no hospital, precisou fazer um exame de covid e Thais Arbex nos traz o resultado desse exame”.

Enquanto a jornalista Thais Arbex trazia a informação de que o resultado do teste para a covid-19 do presidente havia sido negativo, a tarja inicialmente mostrava o termo “positivo”. Segundos depois, ele foi substituído pela palavra “negativo”.

Comparação entre a tarja veiculada primeiro no CNN Prime Time, com o termo “positivo” (E) e a corrigida pela emissora em seguida, com o termo “negativo” ( . / )

Na ocasião, Arbex disse: “Márcio, o presidente Jair Bolsonaro, atendendo o protocolo médico do hospital em que ele está internado, aqui em São Paulo, fez o teste para a covid-19 tão logo entrou no hospital e testou negativo. Por isso que ele não está em um quarto isolado, ele está em um quarto comum”.

Outros veículos de imprensa divulgaram, na noite de 3 de janeiro de 2022, que o mandatário havia testado negativo para a covid-19 após ter dado entrada no Hospital Nova Star, em São Paulo, na madrugada desse mesmo dia, para tratar uma nova obstrução intestinal (1, 2, 3).

Em razão do ataque de 2018, o presidente passou por pelo menos quatro cirurgias. A colocação e remoção de uma bolsa de colostomia o tornou mais sujeito a distúrbios intestinais.

Repercussão

Com a repercussão do programa nas redes sociais, a CNN divulgou uma errata com um pedido de desculpas, um procedimento de transparência habitual da imprensa, que se diferencia de uma desinformação intencional.

“O presidente Jair Bolsonaro está internado em São Paulo com um quadro de obstrução intestinal. E para dar entrada no hospital ele fez um teste de Covid-19, que deu negativo. No CNN Prime Time, nós demos a informação correta, mas a tarja estava errada: dizia que o resultado tinha sido positivo. Pedimos desculpas pelo erro”, diz o texto.

Em resposta ao Checamos, a emissora informou conteúdo semelhante ao da nota publicada em seu site.

Cerca de duas horas após o encerramento do programa, a CNN também publicou sobre o erro em sua conta oficial no Twitter.

COVID-19