( . / )

Foto de manifestação na França é de 2015 e não de movimentos iniciados em 14 de julho de 2021

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Circula nas redes sociais desde 17 de agosto de 2021, com mais de 2.700 compartilhamentos, uma imagem de uma multidão de pessoas como se fosse de um dos protestos iniciados em 14 de julho de 2021 na França. Desde essa data, têm acontecido manifestações contra a obrigatoriedade do passe sanitário como medida de contenção da covid-19 no país. Mas a alegação é falsa. A fotografia mostra a Marcha pela República de 11 de janeiro de 2015, em homenagem às vítimas dos atentados em Paris dias antes.

“A França pode ser a primeira a recuperar seu país. É de tirar o chapéu. Desde 14 de julho o povo está nas ruas protestando”, escreveu uma usuária no Facebook (1, 2, 3). “Será nossa última chance! #SeteDeSetembro retomaremos nossa #Liberdade e de nossos filhos. Só os covardes ficarão de braços cruzados”, diz uma das publicações no Twitter (1, 2, 3)

Captura de tela de imagem publicada no Twitter feita em 18 de agosto de 2021

Parte dos usuários tem usado a imagem para incentivar que as pessoas saiam às ruas no Brasil nas manifestações que serão realizadas no próximo 7 de setembro em apoio ao presidente Jair Bolsonaro. O ato está sendo convocado em meio ao clima de tensão institucional acirrado pelas diversas críticas do presidente ao sistema eleitoral brasileiro.

Marcha pela República

A partir de uma busca reversa da fotografia no Google e no Bing com a extensão InVID-WeVerify*, o AFP Checamos chegou a notícias do site francês VL e do canal de televisão alemã Deutsche Welle (DW) Brasil de janeiro de 2015. A imagem utilizada na reportagem do DW, igual à que circula nas redes sociais, é creditada ao fotógrafo Charles Platiau para a agência Reuters.

No site da Reuters, é possível confirmar que a foto foi feita no dia 11 de janeiro de 2015, em Paris. “Uma visão geral mostra centenas de milhares de cidadãos franceses participando de uma marcha de solidariedade (Marche Republicaine) nas ruas de Paris em 11 de janeiro de 2015”, diz a legenda da imagem no site da agência.

Nesse dia, mais de 3,7 milhões de pessoas se mobilizaram contra os atentados jihadistas que vitimaram 17 pessoas em Paris e em seus arredores. Dentre elas, 12 morreram no ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo. Os protestos tiveram início no sábado, 10 de janeiro de 2015, e nos dois dias de mobilização estima-se que entre 4 e 5 milhões de pessoas tenham ido às ruas.

A equipe de checagem da AFP já verificou outra publicação que circulou em espanhol com a mesma imagem tirada de contexto. A AFP também cobriu a marcha de 2015 realizada em Paris.

Manifestação na Praça da República em Paris em 11 de janeiro de 2015 ( AFP / Bertrand Guay)

Em 14 de julho de 2021, um dia após o presidente francês anunciar pela primeira vez as medidas que tornam obrigatório o passe sanitário para poder frequentar determinados lugares, como centros culturais e transportes, a população saiu às ruas. Na data, em que também é celebrada a Tomada da Bastilha, ocorrida durante a Revolução Francesa, mais de 19 mil pessoas aderiram aos protestos. Desde então, diversas manifestações têm sido realizadas em todo o país.

No dia 26 de julho de 2021, o parlamento francês transformou em lei um decreto proposto pelo presidente Emmanuel Macron que exige a comprovação da imunização ou do teste negativo contra a covid-19 para que a maior parte dos locais públicos sejam frequentados.

*Uma vez instalada a extensão InVid no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.

COVID-19 VACINAS