Carros em fila em um centro de vacinação no estádio do Pacaembu, em São Paulo, em 8 de fevereiro de 2021 ( AFP / Nelson Almeida)

Tenda para eventos no estádio do Pacaembu viraliza erroneamente como hospital de campanha

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Desde 18 de abril de 2022, circula nas redes sociais um vídeo que questiona o motivo para a instalação de uma tenda no estádio do Pacaembu, em São Paulo, onde já havia sido montado um hospital de campanha no início da pandemia de covid-19. Segundo a gravação, que foi visualizada mais de 2 mil vezes, a estrutura teria como objetivo tratar casos da doença após o Carnaval. Mas isso é falso. É previsto que a tenda receba shows e eventos, como conferiu a AFP no local. A Secretaria de Saúde da cidade de São Paulo afirmou em 25 de abril que, por enquanto, não há a intenção de reabrir o hospital de campanha que funcionou dentro do estádio em 2020.

“18/04/22 SÃO PAULO CAPITAL, ESTADIO DO PACAEMBU TENDA MONTADA PARA NOVO CAOS INVENTADO PARA QUEBRAR O ESTADO E ROUBAR MAIS DINHEIRO”, lê-se em uma das publicações compartilhadas no Facebook. A filmagem também circula no Twitter, TikTok, no YouTube e no Kwai.

Captura de tela feita em 26 de abril de 2022 de uma publicação no Facebook ( . / )

“Há mais de 25 dias que essa tenda está montada dentro do Pacaembu aonde ficou instalado um hospital de campanha para covid. E agora foi montada novamente essa tenda, maior do que a anterior”, diz a narração do vídeo viral, que continua: “Liberaram o Carnaval, vai ter muito evento aí que já está tendo aqui em São Paulo, e praticamente essa tenda deve estar sendo montada pra depois do Carnaval. (...) Depois do Carnaval vai ser instalado o caos novamente na cidade, vão decretar lockdown, vão falar que a covid aumentou, que a pestilência aumentou, enfim. Tudo para atrapalhar o governo”.

Mas uma busca pelas palavras-chave “tenda” e “Pacaembu” no Google trouxe como resultado diversas notícias afirmando que seria instalado no estádio um novo espaço para eventos culturais e shows (1, 2).

As reportagens indicam que trata-se de uma estrutura temporária chamada Pavilhão Pacaembu, que será inaugurada no dia 30 de abril com um show da cantora Gal Costa.

Segundo o site oficial do Pavilhão, a estrutura foi planejada para abrigar diversos tipos de eventos, como feiras, festas, apresentações e experiências de gastronomia e entretenimento em geral. A tenda possui 4.000 m² e pode acomodar até 9 mil pessoas.

A concessionária Allegra Pacaembu, que assumiu a gestão do complexo esportivo em janeiro de 2020, também afirma no site oficial do Pavilhão que o espaço terá um sistema de tratamento acústico para impedir a propagação do som.

O Checamos visitou o local em 25 de abril de 2022 e verificou que a tenda em construção no Pacaembu não possui em seu interior leitos, divisórias ou outro tipo de infraestrutura hospitalar como a instalada em 2020 durante a pandemia do SARS-CoV-2.

A tenda será instalada onde ficava o antigo gramado do estádio, que já havia sido removido no dia da visita do Checamos ao local. O restante do exterior da estrutura contava com maquinário e peças de construção, como alicerces de metal.

Vista do canteiro de obras e da parte de trás do Pavilhão Pacaembu, em São Paulo, em 25 de abril de 2022 ( AFP Brasil / )
Parte frontal da estrutura do Pavilhão Pacaembu, em São Paulo, em 25 de abril de 2022 ( AFP Brasil / )

 

 

No interior do Pavilhão, a AFP também constatou a presença de equipamentos de construção, e trabalhadores que instalavam objetos de cenografia próximo ao local onde será localizado o palco. Também estavam instaladas placas de som de formato hexagonal, como é possível observar na imagem abaixo:

Imagem do interior do espaço de eventos Pavilhão Pacaembu, em São Paulo em 25 de abril de 2022 ( AFP Brasil / )

A tenda será uma estrutura temporária que deve sediar eventos até outubro de 2023, como reportado em alguns veículos e dito à AFP durante a visita por uma assessora da Allegra Pacaembu.

Em 2020, o Pacaembu abrigou o Hospital Municipal de Campanha do Pacaembu (HMCamp), como forma de desafogar o sistema público de saúde diante da pandemia do novo coronavírus. A estrutura possuía 6.300 m² e era destinada a casos suspeitos ou confirmados de covid-19 de baixa a média complexidade. A construção do hospital foi finalizada em 6 de abril de 2020 e teve suas atividades encerradas no final de junho daquele ano.

Na época, a AFP registrou a estrutura hospitalar instalada no complexo.

Vista do interior do hospital de campanha construído no estádio do Pacaembu, em São Paulo, em 27 de março de 2020 ( AFP / Nelson Almeida)
Vista externa do hospital de campanha temporário para pacientes com coronavírus no estádio do Pacaembu, em São Paulo, em 27 de março de 2020 ( AFP / Nelson Almeida)

 

 

Procurada pela AFP, a Secretaria Municipal de Saúde informou em 25 de abril de 2022 que, até o momento, não há intenção de reabrir o hospital de campanha no estádio.

26 de abril de 2022 Atualiza com mudança no estilo gráfico do primeiro parágrafo
COVID-19