Volodimir Zelensky cumprimenta apoiadores em um ato de campanha na cidade ucraniana de Brovary, em 29 de março de 2019 ( AFP / Genya Svilov)

Vídeo em que Zelensky atira com duas armas é trecho de filme, não parte de campanha eleitoral

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Publicações nas redes sociais contendo um vídeo do presidente da Ucrânia, Volodimir Zelensky, atirando com duas armas foram compartilhadas mais de 1,9 mil vezes nas redes sociais desde 24 de fevereiro de 2022, data em que a Rússia invadiu o território ucraniano. As descrições afirmam que a sequência faz parte de uma peça publicitária da campanha presidencial de Zelensky em 2019, para mostrar como ele “acabaria com o inimigo”, caso fosse eleito. Mas, na verdade, as imagens são de um filme de 2016 e a AFP não encontrou registros de que tenham sido utilizadas para fins eleitorais.

“Propaganda eleitoral do comediante Volodymyr Zelensky que ganhou a presidência da Ucrânia!”, afirmam as publicações no Facebook (1, 2), Instagram e Twitter (1, 2).

Na gravação de pouco menos de 40 segundos, o presidente ucraniano aparece usando terno e gravata, e com uma arma em cada mão. Em seguida, ele atira nas pessoas que estão dentro de uma sala que imita o Parlamento ucraniano.

Captura de tela feita em 14 de março de 2022 de uma publicação no Twitter ( . / )

Conteúdo semelhante circula em espanhol e inglês.

A sequência foi compartilhada em 24 de fevereiro de 2022, data em que a Rússia deu início à invasão do território ucraniano, após semanas de tensões e envio de milhares de soldados para a fronteira com o país.

Uma busca reversa pelas cenas do vídeo na ferramenta Yandex levou a um trailer do filme “Servant of the People 2”, (“Servo do povo 2”, em tradução livre para o português), publicado em 1º de novembro de 2016 no YouTube.

Lançado naquele ano, o filme foi estrelado por Zelensky, que antes de assumir a presidência da Ucrânia participou de diversas produções e era conhecido no país como comediante e ator.

O trailer do longa-metragem exibe a mesma cena que viralizou nas redes sociais em 2022 fora de seu contexto. Na produção cinematográfica, o ator interpretou o presidente da Ucrânia atirando em políticos do país no Parlamento. O filme completo está disponível no YouTube desde 2017.

O filme “Servant of the People 2” teve origem na série de televisão homônima, transmitida entre 2015 e 2019 pela produtora ucraniana Kvartal 95, fundada por Zelensky em 2003. No longa, o atual presidente interpretou um professor que inesperadamente se torna o presidente da Ucrânia.

Sem registro do vídeo com fins eleitorais

A campanha presidencial de Zelensky, que foi eleito em 21 de abril de 2019, ocorreu três anos após a estreia do filme "Servo do povo 2".

De acordo com o noticiário da época, Zelensky evitou discursar durante a sua candidatura e se esquivou do contato com eleitores, limitando-se apenas a divulgar monólogos produzidos pela Kvartal 95 e transmitidos nas redes sociais.

A equipe de checagem da AFP analisou as publicações feitas nas contas oficiais no Instagram e no Facebook do atual presidente da Ucrânia no período de janeiro a maio de 2019 e não encontrou registros da cena viralizada de "Servo do povo 2" como parte de sua campanha eleitoral.

A sequência também não foi encontrada em plataformas como WayBack Machine e Archive, que permitem visualizar publicações nas redes sociais e em sites mesmo após terem sido eliminadas.

A AFP também verificou as publicações do partido político Servos do Povo, de Zelensky. No entanto, nem no site oficial da sigla, nem em suas contas no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube há registros da cena compartilhada nas redes sociais. O trecho também não aparece nas versões arquivadas dessas páginas (1, 2, 3, 4, 5).

Outras buscas na internet sobre a campanha do político levaram ao Ze Team, também identificado como 3e!, nome da equipe responsável pelo apoio e divulgação eleitoral de Zelensky. O site, ze2019.com, compartilhava diariamente informações, vídeos e fotos do então candidato à presidência na Ucrânia, bem como em seus perfis no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube.

A AFP analisou o material audiovisual e os arquivos publicados nessas contas de janeiro a maio de 2019, mas não encontrou o vídeo viralizado. Nas versões arquivadas (1, 2, 3, 4, 5) tampouco foram achados registros nem sequências semelhantes às apresentadas na série e no filme da saga "Servo do povo".

Uma das buscas por palavras-chave no Google levou a uma pesquisa de 2020 feita por Maryana Drach, estudante de jornalismo da Universidade de Oxford, intitulada, em tradução livre para o português, “Como as redes sociais moldaram a vitória de Zelensky na Ucrânia”.

No trabalho, é mencionada a cena em que Zelensky aparece como se estivesse atirando em políticos no Parlamento, mas ela não é identificada como um vídeo de sua campanha presidencial, e sim como um material que foi alvo da crítica de um porta-voz do Ministério do Interior ucraniano pela associação entre política e violência em uma peça de ficção.

Desde o início da invasão russa à Ucrânia, o AFP Checamos verificou diversos conteúdos falsos ou enganosos relacionados ao conflito.

Conflito na Ucrânia