Fotos do presidente ucraniano anteriores à invasão russa circulam associadas ao conflito de 2022

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Fotografias do presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, usando um uniforme militar foram compartilhadas mais de 32 mil vezes nas redes sociais desde 25 de fevereiro de 2022 com a alegação de que ele deixou “o terno de lado” e foi para a “guerra com o seu povo”, em referência à ofensiva lançada pela Rússia no último dia 24 de fevereiro. Mas as imagens viralizadas são anteriores ao conflito armado com a Rússia: a maior parte mostra visitas do presidente às tropas ucranianas nas regiões separatistas pró-russas do leste da Ucrânia.

“Presidente da Ucrânia Volodymyr Zelenski, deixa o Terno de lado e veste a armadura e vai pra guerra com seu povo!!!” e “PRESIDENTE DA UCRÂNIA NA LINHA DA FRENTE, PARA DEFESA DA PÁTRIA JUNTO DOS SEU POVO E SOLDADOS” são algumas das legendas que acompanham diferentes fotos do mandatário ucraniano em publicações no Facebook (1, 2), Instagram e Twitter.

Publicações semelhantes também circulam em espanhol e inglês.

Combinação de imagens feita em 28 de fevereiro de 2022 a partir de capturas de tela de publicações no Facebook ( . / )

As fotografias começaram a ser compartilhadas após o lançamento da ofensiva russa contra a Ucrânia, em 24 de fevereiro de 2022, dias depois de Moscou reconhecer a independência dos territórios separatistas pró-Rússia de Donetsk e Lugansk, e enviar tropas para a região.

Donetsk e Lugansk se autoproclamaram repúblicas populares independentes em 2014, desencadeando um conflito armado entre as forças ucranianas e os separatistas pró-russos. Em 2021, os confrontos na região aumentaram e a Ucrânia acusou a Rússia de tentar “destruí-la”.

Em 25 de fevereiro, Zelensky lamentou que seu país tenha sido deixado “sozinho” em sua defesa contra a invasão russa.

O presidente, um ex-ator de 44 anos, filmou nesse mesmo dia um vídeo em Kiev para mostrar que continuava na capital ucraniana com seus colaboradores. No dia 26 de fevereiro, publicou outra gravação, negando ter fugido do país ou ter pedido aos seus soldados que depusessem as armas.

Por meio de buscas reversas no Google e no Yandex, o Checamos encontrou as fotografias que, segundo as publicações virais, mostram Volodimir Zelensky vestido para a guerra contra a Rússia junto às tropas ucranianas, quando, na realidade, a maioria das imagens data de 2021 e uma delas nem mesmo mostra um soldado da Ucrânia.

Veja a seguir o contexto original de cada uma das 12 imagens viralizadas.

Fevereiro de 2021

Uma das fotos do presidente ucraniano supostamente registrada em fevereiro de 2022, na qual Zelensky está usando um uniforme militar e um colete de proteção, olhando para o lado, data, na verdade, de um ano atrás.

Uma busca reversa levou a um artigo que reproduz uma imagem semelhante e que atribui sua autoria ao gabinete de imprensa da Presidência da Ucrânia. O texto, em ucraniano, informa sobre uma expedição de Zelensky à região de Donetsk em 11 de fevereiro de 2021, na qual homenageou os militares do país mortos em combate.

Uma pesquisa na página do serviço de imprensa do país levou a uma galeria de fotos dessa mesma viagem. Uma delas mostra especificamente a cena que viralizou nas redes sociais como se fosse atual.

“O chefe de Estado se familiarizou com a situação operacional a algumas centenas de metros da linha de contato e falou com os militares”, indica o documento da Presidência ucraniana.

O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, durante entrevista coletiva em Kiev, em 23 de fevereiro de 2022 ( AFP / Sergei Supinsky)

Abril de 2021

Outras cinco imagens de Zelensky, que foram igualmente compartilhadas como se tivessem relação com o conflito entre Ucrânia e Rússia iniciado em fevereiro de 2022, são, na realidade, de abril de 2021.

O Checamos já verificou uma das imagens, em que Zelensky caminha com um capacete na mão esquerda, que levou a um artigo publicado no site da Presidência ucraniana em 8 de abril de 2021 intitulado: “Presidente está em viagem de trabalho para Donbas”.

No texto, indica-se que o mandatário visitaria as posições de linha de frente da região, “onde o regime de cessar-fogo abrangente e permanente foi sistematicamente violado recentemente e onde defensores ucranianos foram mortos e feridos como resultado de bombardeios inimigos”.

A equipe de checagem da AFP tentou consultar a mesma galeria de imagens no site da Presidência ucraniana em 1o de março de 2022, mas não conseguiu acessá-lo. Uma busca na base de fotografias da AFP, por sua vez, permitiu encontrar quatro registros dos dias 8 e 9 de abril de 2021 cedidos pelo serviço de imprensa presidencial da Ucrânia.

Em um deles, de 8 de abril, no qual o mandatário parece estar em uma trincheira e usando máscara, indica-se na legenda que Zelensky estava na região de Lugansk durante uma viagem, após uma onda de confrontos com as forças separatistas e um pico de tensões com Moscou.

Nas outras três fotos (1, 2, 3), em que o mandatário caminha por uma trincheira, conversa com um grupo de homens e avança entre a vegetação seguido por um soldado, o chefe de Estado ucraniano é visto em 9 de abril de 2021 na linha de frente na região de Mariupol, um porto estratégico situado entre o território controlado pelos rebeldes separatistas pró-Rússia do leste da Ucrânia e a península da Crimeia.

Dezembro de 2021

Em mais duas imagens, nas quais Zelensky aparece segurando um capacete militar com as duas mãos e em que está paramentado e olhando para o lado esquerdo, o registro tampouco se deu em meio à invasão russa à Ucrânia em fevereiro de 2022.

Ambas (1, 2) datam de 6 de dezembro de 2021, quando o chefe de Estado visitou posições de combate e se reuniu com militares na linha de frente na região de Donetsk, no dia das Forças Armadas da Ucrânia, de acordo com a legenda da imagem, cedida pelo serviço de imprensa presidencial do país à AFP.

Na galeria de fotos da Presidência ucraniana, que permanece inacessível, mas que foi arquivada por meio do site Archive.Today, intitulada, em tradução livre para o português, “Viagem de trabalho do presidente às regiões de Kharkiv e Donetsk”, é possível confirmar igualmente a data das imagens.

Captura de tela feita em 1º de março de 2022 da galeria de fotos da Presidência da Ucrânia com imagens da visita de Zelensky a Donetsk e Kharkiv em dezembro de 2021 ( . / )

Há, ainda, uma terceira imagem que mostra um soldado armado e um tanque de guerra ao fundo. Uma busca reversa usando a ferramenta TinEye levou a uma matéria publicada no jornal The Guardian em 13 de dezembro de 2021 com a mesma foto.

Por meio da legenda, que indicava que o registro havia sido feito pela Associated Press, foi possível encontrá-lo no banco de imagens da agência, com data de 10 de dezembro de 2021. Na descrição é assinalado que se trata de um soldado russo - e não ucraniano, como as publicações virais levam a crer - durante exercícios na região de Rostov, na Rússia.

Fevereiro de 2022

As publicações virais, por fim, compartilham três fotografias de Volodimir Zelensky que realmente datam de fevereiro de 2022, mas não mostram o mandatário “indo à guerra”.

A primeira delas mostra o presidente ucraniano em uma visita às tropas de fronteira em Donetsk em 17 de fevereiro de 2022, como se pode conferir na foto cedida pela Presidência à agência de notícias Anadolu, dias antes de a Rússia invadir o país.

Uma busca reversa pela segunda imagem, em que Zelensky aparece de pé, com vestimenta militar e olhando para o lado esquerdo, mostrou como resultado uma matéria do site alemão Bild, assinada por Paul Ronzheimer.

Em seu perfil no Twitter, o repórter publicou a mesma fotografia também em 17 de fevereiro com a seguinte legenda: “O presidente da Ucrânia, há alguns minutos na fronteira perto de Donetsk. Ele estava falando com os soldados e sua mensagem era: Sem pânico. Tudo está sob controle. Vamos aguardar!”.

A terceira e última imagem, em que Zelensky está usando um terno, trata-se da captura de tela de uma transmissão ao vivo feita pelo mandatário em 23 de fevereiro de 2022. Em tradução livre para o português, a descrição do vídeo era: “A Ucrânia busca a paz! E faz tudo para isso!”.

Conflito ucraniano-russo