É uma montagem o vídeo em que o ex-presidente Lula parece dizer que fala com o demônio

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Uma gravação em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) parece dizer que está “falando com o demônio”, e que o demônio “está tomando conta” dele, foi compartilhada mais de 25 mil vezes em redes sociais desde meados de janeiro de 2022. O vídeo foi, no entanto, editado para alterar a frase dita pelo ex-mandatário em um evento com lideranças negras da Bahia em agosto de 2021. Na sequência original, Lula diz que “redes bolsonaristas” o acusam de falar “com o demônio” porque ele conversa com representantes de religiões de matriz africana.

“Olha o que esse sr. disse ‘estou falando com o demônio e o demônio está tomando conta de mim’. E ainda tem ‘cristão’ que vota nisso”, diz uma das publicações compartilhadas no Facebook (1, 2, 3), Instagram (1, 2, 3) e Twitter (1, 2, 3).

O conteúdo foi divulgado por aliados políticos do presidente Jair Bolsonaro (PL), como os deputados estaduais Charlles Batista (PSL-RJ) e Clarissa Tércio (PSC-PE). “Envie este vídeo a sua liderança religiosa e pergunte o que ela pensa sobre Lula. A guerra é também espiritual”, escreveram os políticos.

Captura de tela feita em 25 de janeiro de 2022 de uma publicação no Facebook ( . / )

A fala de Lula foi, no entanto, editada para mudar seu significado.

Evento em 2021

Na gravação compartilhada nas redes, o ex-presidente fala em cima de um palco onde é possível ver um banner com as palavras: “Movimento Social Negro da Bahia na Luta com Lula”.

Uma busca no Google por esses termos mostra que o vídeo foi feito em 26 de agosto de 2021, quando o ex-presidente se reuniu com representantes do movimento negro da Bahia e lideranças religiosas como parte de uma viagem que fazia pelo nordeste brasileiro.

A transmissão completa do evento foi publicada na conta oficial de Lula no YouTube. A partir de 1h57 min é possível ouvir o que foi realmente dito pelo ex-presidente no momento viralizado:

“Eu queria falar ao meu companheiro evangélico, e queria falar também às nossas queridas representantes das religiões de matriz africana. Vocês sabem que eu tenho conversado com muita gente da religião de matriz africana. Eu sei que os bolsonaristas estão fazendo uma verdadeira guerra nas redes sociais”, começou Lula.

“Ontem quando eu cheguei as mulheres no palco jogaram pipoca em mim e me entregaram um santo (...), me entregaram um Xangô. E nas redes sociais do bolsonarismo, eles estão dizendo que eu tenho relação com o demônio, que eu estou falando com o demônio e o demônio está tomando conta de mim. Mas é uma campanha massiva, é uma campanha violenta como eles sabem fazer, do mal”, acrescentou.

Em seguida, o ex-mandatário afirmou que “enquanto cidadão brasileiro” sua religião particular é a católica, mas que “enquanto candidato” ou “presidente da República” não irá tratar nenhuma religião de maneira diferente das demais.

O evento também foi transmitido pelo veículo Canal da Resistência no YouTube. A partir de 1h53 min é possível ouvir a mesma fala registrada na transmissão ao vivo do ex-presidente.

O site oficial de Lula publicou uma nota reforçando que a fala do ex-mandatário foi manipulada.

“O vídeo mentiroso foi editado a partir de um evento em Salvador, com o movimento negro, em agosto de 2021. Durante seu discurso, Lula denunciou as mentiras das quais vem sendo vítima”, diz o texto. “Lula estava justamente denunciando a rede suja de mentiras bolsonaristas que inventam que Lula teria relações com o diabo”.

Outro trecho desse mesmo discurso de Lula já foi manipulado anteriormente, em uma peça de desinformação verificada em agosto de 2021 pela AFP.

Eleições 2022