Vídeo de “lançamento múltiplo de mísseis” não tem relação com conflito entre Israel e Hamas em 2023

  • Publicado em 11 de outubro de 2023 às 21:11
  • Atualizado em 16 de outubro de 2023 às 16:42
  • 4 minutos de leitura
  • Por AFP Brasil
Desde o início da guerra entre o grupo islamita palestino Hamas e Israel em 7 de outubro, um confronto que já deixou milhares de mortos, usuários se referem a uma gravação de diversos mísseis sendo disparados à noite como parte do conflito. Mas a sequência, compartilhada mais de 8 mil vezes nas redes sociais, circula desde 2020 atrelada a um ataque de forças turcas à Síria em fevereiro daquele ano.

“GRAVE: Sistema de lançamento múltiplo de mísseis do Hamas contra Israel. A taxa de disparos por segundo é assustadoramente alta”, diz uma das publicações compartilhadas no X (antes Twitter). O conteúdo circula também no Facebook, no Instagram, no Kwai, no TikTok e no YouTube.

A gravação também foi compartilhada em espanhol e em inglês.

Image
Captura de tela feita em 10 de outubro de 2023 de uma publicação no X ( .)

As imagens circulam após o início de uma ofensiva do Hamas a partir da Faixa de Gaza contra Israel em 7 de outubro, que levou o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, a uma declaração de guerra.

Com a escalada do conflito, ao menos 1.200 israelenses foram mortos por ataques do Hamas até o quinto dia de confrontos. Já a resposta de Israel a Gaza deixou 1.055 mortos, segundo autoridades locais.

Mas o vídeo viral não tem relação com esse cenário.

Em uma das respostas ao conteúdo publicado no X, um usuário pontuou que a filmagem não seria atual, e sim de 2020, e incluiu um link para uma versão mais longa da mesma gravação publicada no YouTube em 28 de fevereiro daquele ano.

“NÃO FOI CALMO NA SÍRIA ESTA NOITE.28/02/2020”, diz o título do vídeo no YouTube, em tradução do russo. A descrição do conteúdo também informa que as imagens teriam sido gravadas na região norte do país.

Entretanto, uma pesquisa no X por vídeos publicados em fevereiro de 2020, usando as palavras-chave em inglês “Síria” e “ataque”, localizou mensagens ainda mais antigas, de 3 de fevereiro de 2020 (1, 2, 3).

Dentre elas, a publicação mais antiga localizada pelo AFP Checamos foi feita pelo veículo Daily Sabah, jornal turco em língua inglesa, às 2h24 de 3 de fevereiro de 2020. Segundo o veículo, as imagens mostram forças turcas retaliando um ataque da Síria em Idlib, no noroeste do país. A legenda da publicação do Daily Sabah informa, ainda, que a sequência foi feita por “fontes locais”.

Já uma busca por vídeos no X contendo a palavra-chave “Idlib” no mesmo período de tempo localizou outra versão do mesmo vídeo, com os selos do site de notícias turco Ensonhaber e da agência de notícias turca İhlas News Agency (IHA).

Uma busca pelas publicações feitas pelo veículo Ensonhaber em 3 de fevereiro de 2020 na plataforma localizou o mesmo vídeo viral publicado pelo site de notícias com a seguinte legenda, em tradução livre para o português: “O momento em que as Forças Armadas Turcas atiraram em soldados do regime em Idlib”.

Em 3 de fevereiro de 2020, turcos e sírios entraram em confronto na região de Idlib, no contexto da guerra civil síria. Em 2016, a Turquia interveio no conflito para combater o Estado Islâmico. Embora confrontos diretos entre a Turquia, que apoia os rebeldes sírios, e as forças do regime sírio não sejam frequentes, em 3 de fevereiro de 2020, o combate entre os lados resultou em 17 mortes.

O AFP Checamos já verificou outros vídeos (1, 2) ligados ao conflito entre Israel e o Hamas em 2023.

Referências

16 de outubro de 2023 Atualiza metadados

Há alguma informação que você gostaria que o serviço de checagem da AFP no Brasil verificasse?

Entre em contato conosco