Institutos Nacionais de Saúde dos EUA não indicaram a ivermectina para tratar a covid em 2022

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Ao contrário do que alegam usuários, os Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH) não incluíram a ivermectina em suas diretrizes para o tratamento da covid-19. Consultas ao histórico de sua página sobre terapias antivirais mostraram que em 2021 o medicamento já era listado, mas com o mesmo status de setembro de 2022, quando publicações foram compartilhadas mais 4 mil vezes: “droga antiparasitária que está sendo avaliada para tratar a covid-19”. Já a página dedicada à ivermectina foi atualizada em 29 de abril de 2022 e passou a contraindicar seu uso para tratar a doença.

“O órgão máximo de saúde dos EUA adicionou a Ivermectina em suas diretrizes de terapia antiviral para a Covid. E AGORA?”, dizem as mensagens compartilhadas no Twitter, Instagram e Facebook, com uma captura de tela ou link da página sobre terapias antivirais dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH, na sigla em inglês).

Outras postagens incluem um link que leva à página dos NIH dedicada à ivermectina e afirmam: “Mais alguém notou que o NIH atualizou, sem alarde, seus tratamentos Covid-19 e adicionou a ivermectina como uma das opções? A data da atualização mostra 29 de abril de 2022. Eles estão admitindo que sempre estivemos certos?”.

Conteúdo similar circula em inglês, espanhol, francês, italiano e croata.

Captura de tela feita em 2 de setembro de 2022 de uma publicação no Twitter ( . / )

Uma consulta à plataforma WayBack Machine, que mantém históricos de conteúdos web arquivados, mostra que, em 12 de junho de 2021 — última data disponível —, a página de terapias antivirais da entidade já mostrava a ivermectina, mas não como uma droga indicada, e sim “avaliada para tratar a covid-19”. Em setembro de 2022, o medicamento antiparasitário é descrito da mesma forma.

Nessa página, um clique sobre “Ivermectin” leva a informações do NIH sobre a ivermectina, atualizadas em 29 de abril de 2022. “A ivermectina não é aprovada pela FDA [agência reguladora dos Estados Unidos] para o tratamento de qualquer infecção viral”, diz.

Além disso, na seção “Recomendações”, a droga é, na verdade, contraindicada segundo a categoria A, de maior firmeza para a declaração:

Outra consulta à WayBack Machine mostra que, no dia anterior à última atualização, os NIH afirmavam que as evidências eram insuficientes para recomendar ou não o uso da droga para tratar a covid-19. A última mudança na página, portanto, foi no sentido da contraindicação, e não do contrário.

À AFP, os Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos confirmaram em 6 de setembro de 2022 que a inclusão da ivermectina à seção de diretrizes de tratamento não é nova, e acrescentaram: “É importante ressaltar que o painel de diretrizes de tratamento para a covid-19 contraindica o uso da ivermectina para o tratamento da covid-19”.

Em dezembro de 2021, a FDA publicou um artigo intitulado “Por que você não deveria usar a ivermectina para tratar ou prevenir a covid-19”. Nele, uma série de razões são listadas para desaconselhar seu uso, como o fato de a droga não ter sido autorizada ou aprovada para a doença, as evidências científicas até o momento não mostrarem efetividade para a covid-19 e o consumo em grandes quantidades ser perigoso.

Outras entidades, como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), mantêm posições similares, contraindicando o uso da droga para tratar a doença, com a liberação apenas para ensaios clínicos.

A assessoria de imprensa da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também informou à AFP em 6 de setembro de 2022 que a ivermectina “não possui indicação terapêutica aprovada para tratamento de covid”, sendo indicada para condições causadas por vermes ou parasitas, conforme descrito em bula.

14 de setembro de 2022 Corrige grafia na foto de capa
7 de setembro de 2022 Acrescenta posicionamento dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos
COVID-19