Roger Cloutier durante uma entrevista à AFP em 4 de dezembro de 2018, em Washington, nos Estados Unidos ( AFP / Thomas Watkins)

O vídeo de um homem preso por russos não mostra um oficial de alto escalão dos EUA

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Um vídeo que mostra um homem sendo preso por oficiais que vestem uniformes do serviço de segurança russo circula nas redes sociais com a afirmação de que se trata do “general” norte-americano Roger Cloutier. A alegação foi compartilhada centenas de vezes desde o último 8 de abril. No entanto, a Otan, cujas forças terrestres são comandadas por Cloutier, informou à AFP que essa afirmação é “completamente falsa” e o tenente-general publicou várias mensagens online desde a aparição dessas publicações.

“Break News: General Roger Cloutier apanhado na Ucrânia pelos russos”, diz uma das publicações no Twitter (1, 2). Em uma postagem no Facebook, um usuário indica: “Isto não vês nas TV 's Tenente General Roger L Cloutier”.

Na sequência se vê um homem algemado, com gorro e casaco azul e cinza, enquanto é escoltado por militares armados, alguns deles com a insígnia em cirílico do “FSB”, o serviço secreto russo.

Captura de tela feita em 9 de maio de 2022 de uma publicação no Facebook ( . / )

Conteúdos similares também circulam em francês, inglês e espanhol.

As publicações são compartilhadas em meio ao conflito russo-ucraniano, que começou após a invasão russa da Ucrânia em 24 de fevereiro de 2022 e que causou o deslocamento de milhões de pessoas.

Roger Cloutier está na liderança do Comando Terrestre Aliado da Otan desde agosto de 2020. Anteriormente, desempenhou o mesmo papel da Força Operacional da África/Europa Meridional do Exército dos Estados Unidos.

Essa é a segunda vez que o tenente-general é alvo de rumores desse tipo: em meados de abril, a equipe de checagem da AFP verificou, em espanhol, as alegações de sua captura em Mariupol, cidade no sudeste da Ucrânia sob o cerco russo.

Novo desmentido da Otan

Contatada novamente pela AFP em 27 de abril de 2022, o Quartel-General Supremo das Potências Aliadas na Europa (Shape, na sigla em inglês) da Otan, localizado na Bélgica, reiterou a sua declaração negando a captura de Cloutier pelas forças russas no início de abril.

“Circulam boatos online de que o tenente-general Roger Cloutier, comandante das Forças Terrestres Aliadas, foi capturado em meio a uma atividade militar na Ucrânia”, havia informado o organismo anteriormente. Porém, “essas afirmações são completamente falsas”, continuou.

A entidade especificou que Cloutier visitou a Ucrânia pela última vez “em julho de 2021 para realizar conversas com o Estado-Maior de terra em Kiev com o objetivo de fortalecer a associação da Otan com as forças [ucranianas]".

Provas online

Outros elementos permitem confirmar que o tenente-general, que lidera o Comando Terrestre Aliado da Otan, não está no front na Ucrânia.

No último dia 27 de abril, semanas depois que surgiu o novo rumor, Cloutier publicou uma foto no LinkedIn de um aperto de mãos com outro oficial de alto escalão da Otan com a legenda: “Tive a oportunidade de me reunir com os chefes do Comando Aéreo Aliado e de debater com eles a importância da colaboração entre os ativos aéreos e as forças terrestres da Otan para alcançar objetivos operacionais comuns”.

No dia seguinte, a página no Facebook do Comando Aéreo Aliado (Aircom, na sigla em inglês) divulgou a mesma imagem, junto a outra que mostrava o tenente-general acompanhado de vários homens uniformizados. Na legenda, há um link para um artigo que relata a visita de Cloutier à sede da Aircom em 27 de abril em Ramstein, na Alemanha.

Outras publicações mais antigas provam que Cloutier não pode ter sido capturado pelos russos na Ucrânia antes dessa data: na semana de 5 de abril, assim como na do dia 18, esteve em Izmir, na Turquia, onde tem sede o Comando Terrestre Aliado da Otan, o qual dirige.

Prisão de um homem na Crimeia

Uma busca reversa por cenas da gravação na ferramenta Yandex (1, 2) mostrou que o registro mais antigo corresponde a artigos de meios de comunicação russos, publicados em 7 e 8 de abril de 2022, sobre um homem preso pelo FSB na Crimeia em março passado, após “cruzar a fronteira russa disfarçado de refugiado”.

Os soldados que aparecem nas publicações virais vestem uniformes que contêm as iniciais em cirílico do Serviço Federal de Segurança, da mesma maneira que são mostradas no traje desses soldados em um vídeo publicado em seu site oficial.

Captura de tela feita em 11 de maio de 2022 de uma publicação no Twitter ( . / )
Captura de tela feita em 2 de maio de 2022 de um vídeo no site do FSB ( . / )

 

 

A sequência viralizada também foi publicada pela agência estatal de notícias russa TASS, assim como pelo canal de televisão estatal Zvezda, administrado pelo Ministério da Defesa russo, em notícias que descrevem a mesma prisão.

A foto do tenente-general Cloutier, localizada no canto superior esquerdo da sequência em algumas publicações viralizadas, não aparece nas imagens publicadas pela imprensa russa.

Outras publicações virais mostram uma marca d’água da agência estatal de notícias RIA Novosti. Ao buscar os termos “FSB” e “Crimeia” em russo no site desse serviço de informação, a AFP encontrou um artigo que contém o mesmo vídeo.

A nota, publicada em 7 de abril de 2022, é intitulada: “Um soldado do batalhão tártaro da Crimeia foi detido na Crimeia”.

Captura de tela feita em 2 de maio de 2022 do site da Ria Novosti ( . / )

A AFP não encontrou mais registros sobre prisões de “mais tropas da Otan”, como mencionam as publicações virais.

O AFP Checamos já verificou outros conteúdos sobre o conflito russo-ucraniano de 2022.

Tradução e adaptação
Conflito na Ucrânia