Em 2014, o papa cumprimentou sobreviventes do Holocausto, não Rockefeller, Rothschild e Kissinger

Publicado em 05/03/2021 às 20:01

Milhares de usuários compartilham desde 2015 nas redes sociais fotografias e vídeos do papa Francisco beijando as mãos de vários homens que, segundo as publicações, são “Rockefeller, Rothschild e Kissinger”. Contudo, as pessoas que aparecem não pertencem nem às famílias dos dois milionários mencionados primeiro, nem à do ex-secretário de Estado norte-americano Henry Kissinger: tratam-se de sobreviventes do Holocausto aos quais o pontífice realmente prestou homenagem.