O diretor executivo da Netflix, Reed Hastings, não foi preso por posse de pornografia infantil

Publicado em 21/09/2020 às 19:04

“Cofundador e diretor geral da Netflix preso por posse de material pornográfico infantil. Reed Hastings preso por agentes do FBI em sua casa na Califórnia”, asseguram publicações compartidas dezenas de vezes em redes sociais, mencionando a suposta notícia de 12 de setembro de 2020. No entanto, esta informação foi publicada originalmente por apenas um site, que logo deletou o artigo. Não há qualquer outro registro da suposta prisão. A alegação surge em meio a uma campanha de boicote contra a Netflix devido ao lançamento do filme francês “Mignonnes” (“Cuties”, em inglês).