Publicações afirmam falsamente que a esposa do CEO da Pfizer morreu por complicações da vacina

Publicado em 22/11/2021 às 22:21

Publicações compartilhadas desde pelo menos 15 de novembro de 2021 nas redes sociais se baseiam em um artigo para afirmar que Myriam Bourla, esposa do CEO da Pfizer, Albert Bourla, morreu por complicações da vacina contra a covid-19. Mas a alegação é falsa, disseram a empresa farmacêutica e o hospital mencionado no texto à AFP. Além disso, Myriam Bourla participou de um evento público depois de o artigo erroneamente ter anunciado a sua morte.