As fotos da observadora da OEA com Lula e Chávez datam de quando ela era presidente da Costa Rica

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Fotos da chefe da missão de observação eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Laura Chinchilla, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com os ex-chefes de Estado de Cuba e Venezuela circulam nas redes sociais com a tentativa de desacreditar o trabalho da organização com as urnas eletrônicas durante eleições de 2018 no Brasil. No entanto, as postagens compartilhadas mais de 60 mil vezes desde 2018, e que voltaram a circular em maio deste ano, omitem que as fotos de Chinchilla com os antigos mandatários foram feitas em 2010 e 2011 quando ela era presidente da Costa Rica. 

“Essa é a moça que veio fiscalizar as urnas eletrônicas no Brasil. Espalhem”, diz o texto da imagem compartilhada no Facebook (1, 2) e no Instagram (1, 2). 

Captura de tela feita em 31 de maio de 2021 de uma publicação no Facebook

Essas fotos voltaram a circular em meio a debates sobre o projeto de lei que determina a emissão do voto impresso pelas urnas eletrônicas no Brasil. 

A mulher da foto

Na foto da mulher que fiscaliza as urnas eletrônicas é possível ver a inscrição “OEA” em seu colete, o que sugere que se trata de uma missão de observadores para as eleições.

O AFP Checamos não encontrou a origem da mesma foto, mas em uma matéria do jornal O Globo é possível ver um registro semelhante, em que a mulher aparece com as mesmas roupas e acompanhada pelo mesmo homem, observando o primeiro turno da votação em Brasília, em 7 de outubro de 2018. A foto é descrita pela legenda: “Laura Chinchilla, chefe da missão da OEA no Brasil, acompanha votação em Brasília”

A missão de observação eleitoral no Brasil foi anunciada pela OEA em 21 de setembro de 2017, dias após a organização ter recebido o convite do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No dia seguinte à votação do segundo turno, que aconteceu em 28 de outubro de 2018, a OEA parabenizou o povo brasileiro por votar pacificamente e destacou o trabalho profissional do TSE.

Chinchilla chefia missões eleitorais na OEA desde 2015, quando observou a votação no México. Depois disso, ela também esteve à frente de missões nos Estados Unidos, em 2016, e no Paraguai, em 2018.

Ela foi presidente da Costa Rica entre os anos de 2010 e 2014. Foi neste período que ela foi fotografada com o ex-presidente Lula e com Raúl Castro e Hugo Chávez, na época em que eram os chefes de Estado de Cuba e Venezuela. 

A foto com Lula 

Uma busca pelos nomes “Lula” e “Laura Chinchilla” no Google Imagens levou a uma foto diferente daquela compartilhada nas publicações, mas em que os dois aparecem usando as mesmas roupas, publicada em uma notícia sobre a viagem do ex-presidente Lula (2003 - 2011) à Costa Rica em agosto de 2011. 

Segundo a notícia, Lula foi ao país à convite da construtora brasileira OAS, que pretendia disputar uma licitação para construir uma estrada na região norte do país.

Uma nova pesquisa, acrescentando a data e o local, levou à foto original, feita pelo fotógrafo Ricardo Stuckert. A legenda da foto publicada na Folha de S.Paulo confirma que o encontro aconteceu em agosto de 2011 quando Chinchilla era presidente.

A foto com Raúl Castro e Hugo Chávez

Uma pesquisa feita no Google Imagens com o nome de Chinchilla, Chávez e Castro levou a uma foto idêntica à das publicações no site Cubadebate, publicada em 23 de fevereiro de 2010. 

Com uma busca reversa da imagem foi possível encontrar a mesma publicada no site da RFI, creditada ao fotógrafo Juan Carlos Solórzano, para a agência Reuters.

A legenda da foto confirma que ela foi feita durante a Cúpula da Unidade da América Latina e do Caribe, realizada em Cancún, no México, na qual foi criada a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

O AFP Checamos já verificou outras publicações sobre o sistema de votos adotado no Brasil (1, 2, 3).

Um conteúdo semelhante foi verificado pelo Estadão Verifica

Eleições 2022