Foto mostra guardas no Memorial Lincoln e não no Capitólio dos Estados Unidos

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Publicações compartilhadas milhares de vezes em redes sociais asseguram que uma foto mostra agentes de segurança no Capitólio dos Estados Unidos durante um protesto do movimento Black Lives Matter. Com milhares de interações, as postagens comparam o registro com a reação da polícia quando apoiadores do presidente Donald Trump invadiram o prédio onde funciona o Congresso norte-americano em janeiro deste ano. No entanto, a foto mostra membros da Guarda Nacional no Memorial Lincoln, e não no Capitólio, durante um ato antirracismo.

“Essa era a segurança do Capitólio quando o protesto era do Black Lives Matter. Hoje não houve nada disso. O protesto é feito por apoiadores de Trump”, diz uma das postagens, compartilhadas mais de 7 mil vezes no Facebook (1, 2, 3), Instagram (1, 2, 3) e Twitter (1, 2, 3) desde o último dia 6 de janeiro.

Nesse dia, apoiadores de Trump invadiram uma sessão parlamentar há muito planejada para confirmar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais de 2020, que o republicano tem repetidamente e incorretamente acusado de ter sido fraudada, inclusive em um discurso proferido pouco antes da ação contra o Capitólio.

Forças de segurança têm sido criticadas pela invasão do Capitólio, com muitos comparando sua incapacidade de impedir a entrada dos apoiadores de Trump no prédio à resposta, frequentemente violenta, enfrentada por manifestantes negros no país.

Captura de tela feita em 8 de janeiro de 2021 de uma publicação no Twitter

Mas a foto, compartilhada também em inglês, não mostra um maior preparo de segurança no Capitólio durante os protestos antirracismo desencadeados pela morte de George Floyd sob custódia policial em 2020. O registro foi feito no Memorial Lincoln, um monumento em homenagem ao ex-presidente Abraham Lincoln, localizado na extremidade oposta do parque National Mall.

A foto foi tirada pela ABC News. “Guarda Nacional posicionada na escadaria do Memorial Lincoln durante protestos pacíficos, em Washington, 2 de junho de 2020”, diz a legenda, em referência às manifestações instigadas pela morte de Floyd.

A imagem ilustra um artigo sobre a proposta de remover uma das estátuas de Lincoln presentes no monumento, a Estátua da Emancipação, acusada de desconsiderar o papel dos escravos negros na luta pela abolição da escravatura nos Estados Unidos. Em meio aos protestos antirracismo, alguns manifestantes chegaram a defender que a estátua fosse removida à força

Captura de tela feita em 7 de janeiro de 2021 de foto publicada no site do portal ABC News

Uma foto semelhante, feita pelo fotógrafo Win McNamee para o Getty Images, mostra manifestantes protestando contra a brutalidade policial em frente aos integrantes da Guarda Nacional posicionados na escadaria do monumento.

Em resumo, embora a imagem compartilhada nas redes mostre a mobilização de agentes de segurança durante um protesto antirracismo, os guardas não estavam no Capitólio - prédio que foi invadido por apoiadores de Trump em 6 de janeiro -, mas no Memorial Lincoln.

Tradução e adaptação
AFP Brasil
Black Lives Matter Eleições EUA 2020