Este não é um “prefeito do PT” sendo preso; o político é filiado ao PROS e era escoltado pela PM

Copyright © AFP 2017-2023. Todos os direitos reservados.

Um vídeo do prefeito de Alcobaça (BA) sendo escoltado por policiais enquanto uma multidão grita a palavra golpista circula como se o político fosse filiado ao PT e estivesse sendo preso por ter roubado “R$ 30 milhões dos cofres públicos”. No entanto, a alegação, compartilhada mais de 4 mil vezes desde 8 de outubro de 2022, é falsa. Na verdade, o prefeito, Zico de Baiato, é filiado ao PROS e saiu escoltado da Prefeitura em meio a manifestações de membros do sindicato dos professores da cidade.

“Esse é o PTPrefeito de Alcobaça Bahia, foi preso por roubar 30 milhões, esse é o PT” diz uma das publicações que circulam no Facebook, TikTok, YouTube, Telegram e Twitter.

No vídeo, é possível ver um homem sendo escoltado por policiais enquanto uma multidão grita em coro “golpista” e “ladrão”. A gravação também foi encaminhada ao WhatsApp do AFP Checamos, para onde os usuários podem enviar conteúdos vistos em redes sociais, caso duvidem de sua veracidade.

Captura de tela feita em 13 de outubro de 2022 de uma publicação no TikTok ( .)

Contudo, o prefeito conhecido como Zico de Baiato, cujo nome de registro é Givaldo Muniz, não é filiado ao PT, mas sim ao PROS. Além disso, ele não foi preso por roubar dinheiro público, mas escoltado para sua proteção em meio a uma manifestação de militantes do sindicato dos professores em frente à Prefeitura.

Uma consulta ao site DivulgaCand, selecionando as eleições municipais de 2020, permite conferir que Zico de Baiato concorreu naquele ano pelo PROS, que integrou a coligação com o PT e o PMN.

Uma busca pelas palavras-chave “prefeito”, “Alcobaça”, “escoltado” e “Bahia” levou a uma reportagem de um jornal local ilustrada com o mesmo episódio filmado de outro ângulo.

De acordo com a reportagem, os manifestantes queriam “o pagamento dos 60% do FUNDEF [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério], além de outras reformas na área da Educação.

Uma comparação entre o vídeo compartilhado nas publicações virais e o divulgado pelo jornal baiano permite constatar que se trata do mesmo momento.

Comparação feita em 14 de outubro de 2022 entre uma publicação no YouTube (E) e o vídeo do canal “Teixeira Urgente” ( .)

No último dia 12 de outubro, a prefeitura de Alcobaça divulgou uma nota em sua conta no Instagram desmentindo que o prefeito tenha sido preso e informando que o momento mostra Zico de Baiato recebendo “proteção policial” após ter sido “ameaçado” por integrantes do sindicato.

Procurada pelo AFP Checamos, a Polícia Militar da Bahia confirmou que seus agentes foram acionados após o prefeito se reunir com professores do município para tratarem sobre a aplicação da verba dos precatórios do Fundeb/FUNDEF. “Na reunião, o gestor municipal divulgou os valores a serem repassados em regime de rateio à categoria, o que não os agradou, desencadeando uma série de protestos”.

Por isso, explicou a PM, “houve a necessidade de mobilizar uma guarnição da Polícia Militar, a fim de garantir a saída do prefeito do local”.

Conteúdo semelhante foi verificado pelo Fato ou Fake.

Eleições 2022