Divergência de números em seção no Amapá se deu por voto em trânsito, não por fraude na urna

Copyright © AFP 2017-2023. Todos os direitos reservados.

A diferença entre a quantidade de votos para presidente e o número de eleitores aptos a votar nos demais cargos em uma urna eletrônica no Amapá não prova que houve fraude no primeiro turno das eleições de 2022, como sugere um vídeo compartilhado milhares de vezes nas redes desde 5 de outubro de 2022. Os números apontados na gravação se devem ao fato de que a seção citada recebe, também, o voto em trânsito, ou seja, daqueles que estão em um estado diferente do seu domicílio eleitoral no dia da votação. Para esses eleitores, só é permitido o voto para presidente.

“Alguém consegue me explicar os DADOS OFICIAIS DO TSE? Macapá-AP, Zona 0002, Seção 0824, Urna que poderia ter no máximo 125 eleitores aptos, TOTALIZAR 200 VOTOS PARA O LULA”, diz uma das publicações que circulam no Facebook, TikTok, Twitter (1, 2) e YouTube.

A gravação também foi enviada ao WhatsApp do AFP Checamos, para onde os usuários podem enviar conteúdos vistos em redes sociais, caso duvidem de sua veracidade.

Captura de tela feita em 5 de outubro de 2022 de uma publicação no Twitter ( .)

Na sequência, uma pessoa questiona a divergência entre os números de eleitores aptos para votar nos cargos de deputado federal, estadual, senador e governador no boletim da urna de uma zona eleitoral no Amapá (125) e a quantidade de votos para presidente no mesmo registro (414).

O narrador também destaca que o número de eleitores aptos para votar para presidente (458) era muito maior do que o dos demais cargos. “A gente vem pra presidente, eleitores aptos nessa urna que era 125, ela foi pra 458, e o comparecimento que era 116 foi para 414. O Lula nessa eleição teve 200 votos e o Bolsonaro, 186. Só que essa urna, ela tem a quantidade de eleitores aptos, como diz o boletim de urna, de 125. Não esse total de 458”, diz.

Os números citados no vídeo são reais e podem ser consultados no portal de resultados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No entanto, eles não provam nenhuma irregularidade na votação.

Como informado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) em nota publicada em sua página no Facebook, o resultado exibido na seção está correto dado que a seção citada nas publicações virais foi usada para voto em trânsito, modalidade que permite que pessoas de outros estados, que estejam naquele local no dia da votação, possam exercer seu direito a voto.

O voto em trânsito pode acontecer de duas formas: caso o indivíduo esteja fora de seu município de domicílio, mas no mesmo estado, em que poderá votar para todos os cargos em disputa, ou quando as pessoas estão em outro estado, e podem votar somente para presidente.

Nesse caso, a quantidade de eleitores aptos para votar para esse cargo é superior a dos demais e, consequentemente, a quantidade de votos também é maior.

De fato, uma busca no site oficial do TSE por seções aptas a receberem o voto em trânsito em Macapá mostra como resultado a segunda zona eleitoral, a mesma citada no vídeo.

Eleições 2022