Nova funcionalidade das urnas em 2022 estimula eleitor a conferir seu voto, mas não o anula

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Uma nova funcionalidade aplicada às urnas eletrônicas em 2022 estimula o eleitor a conferir seu voto antes de apertar o botão “confirma”, mas não impede que a escolha seja computada, como alega um homem em um vídeo que soma mais de 70 mil reproduções às vésperas da votação. Ele sugere que, pela similaridade entre as palavras “confira” e “confirma”, o eleitor poderia se confundir e apertar a tecla de confirmação antes do momento certo, assim perdendo seu voto. Mas isso é falso: o tempo de conferência do voto é de um segundo e, em seguida, os cidadãos podem confirmar suas escolhas normalmente.

“Não existia nas urnas, este ano vai existir. Quando você digita um número aparece embaixo assim piscando ‘confira seu voto’. A pessoa vai entender ‘confirma’ e vai apertar a tecla ‘confirma’, perdeu o voto, não computou. Tem que esperar esse negócio do ‘confira o seu voto’ acabar, demora alguns segundos”, diz o homem em um vídeo compartilhado no Twitter, YouTube, Facebook, Telegram e TikTok.

Algumas imagens da nova funcionalidade das urnas aparecem enquanto o usuário descreve a suposta confusão que levaria à perda de votos: “Antes não existia isso. Agora, você digitou um número lá na urna, aí aparece assim embaixo: ‘confira o seu voto’ piscando, você não vai ler confirma? E não vai apertar o confirmar? Dá impressão que isso é feito para confundir, pra pessoa perder o voto. Onde já se viu isso? Você aperta, aparece um negocinho ‘confira seu voto’, confira e confirma é a mesma coisa que a gente está olhando ali. Aquelas letrinhas sabe, de bula de remédio, assim ‘confira o seu voto’ e fica ali piscando. É o tempo de a pessoa apertar o ‘confirmar’ e perder o voto. Não vai funcionar, não vai computar”.

A gravação também foi enviada ao WhatsApp do AFP Checamos, para onde os usuários podem enviar conteúdos vistos em redes sociais, se duvidarem de sua veracidade.

Captura de tela feita em 28 de setembro de 2022 de uma publicação no Facebook ( .)

O vídeo começou a circular em 27 de setembro de 2022, vinte dias após o TSE publicar uma nota a respeito da nova funcionalidade:

A atualização, portanto, busca estimular o eleitor a conferir seu voto, mas não anula as escolhas dos indivíduos. Após o período de um segundo em que se lê “confira seu voto”, a tecla “confirma” pode ser apertada normalmente.

Isso também é explicado em uma nova nota do TSE que chama a interpretação feita no vídeo viral de “deturpada” e em um material audiovisual produzido pelo órgão.

A nova funcionalidade pode ser verificada no simulador de votação do TSE. A equipe do AFP Checamos fez o teste e no segundo em que a frase “confira seu voto” ficou na tela, não conseguiu clicar “confirma”. Logo em seguida, contudo, o botão pôde ser selecionado sem qualquer problema, e foi seguido pelo som característico da confirmação de voto.

Eleições 2022