O áudio de vídeo que parece mostrar o carro de Lula sendo vaiado na Unicamp não é original

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Uma gravação compartilhada mais de 5 mil vezes nas redes sociais desde, pelo menos, 6 de maio de 2022 parece mostrar um carro que transportava o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sendo recebido com gritos de “Lula ladrão, seu lugar é na prisão” na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior de São Paulo. Mas o áudio dessa filmagem não é original. Outros vídeos do mesmo momento tampouco mostram as vaias da gravação viralizada.

“Lula chegando na Unicamp 05/05/22 Lula não desse do carro para não ouvir que e chamado de ladrão”, diz uma mensagem na gravação compartilhada no Facebook, que mostra um carro preto sendo recebido aos gritos de “Lula ladrão, seu lugar é na prisão” por uma multidão presente no local.

Captura de tela feita em 9 de maio de 2022 de uma publicação no Facebook ( . / )

Lula esteve em Campinas nos dias 5 e 6 de maio passado. O ex-presidente discursou na região metropolitana e na Unicamp.

Apesar da imprensa ter reportado que seu carro foi cercado por manifestantes em um condomínio do município paulista, o vídeo viralizado não mostra um registro de um desses protestos.

Na sequência viral é possível ver o logotipo do aplicativo TikTok junto ao nome de usuário “@adrianobrasil2022”. Uma busca por esse perfil na rede social localizou a mesma gravação publicada em 6 de maio de 2022, e na qual é possível ver o nome do arquivo de áudio utilizado.

No TikTok, o arquivo de áudio da gravação fica sinalizado logo acima do vídeo e, ao clicar nele, é possível ver que o mesmo som já foi utilizado em outros dois vídeos.

Um deles, inclusive, é sinalizado como “Original” pela plataforma e, segundo a legenda, mostraria manifestantes protestando contra a chegada do ex-mandatário em Campinas, mas não faz menção à sua chegada na Unicamp.

Captura de tela feita em 9 de maio de 2022 do site TikTok ( . / )

Além disso, o vídeo da suposta chegada do ex-mandatário à Universidade publicado no TikTok contém o logotipo de uma outra conta da plataforma, no canto direito da tela: “@lulalider”.

Uma pesquisa nesse perfil levou a uma versão mais longa do mesmo vídeo, mas que não mostra a multidão vaiando o ex-presidente ou gritando “Lula ladrão, seu lugar é na prisão”. Ao clicar no arquivo de áudio dessa gravação, é possível ver que ele aparece sinalizado como original e que não foi utilizado em nenhum outro vídeo.

Uma análise do código-fonte da página do vídeo com o áudio “Lula ladrão” publicado pelo usuário “@adrianobrasil2022” no TikTok indica que a gravação foi difundida em 6 de maio de 2022 às 12:57 do horário de Brasília. Já uma análise do código da página da gravação publicada por “@lulalider” mostra que ela foi disponibilizada antes, às 6:41 do mesmo dia.

Uma busca pelos termos “Lula” e “Unicamp” no Facebook levou a outros dois registros que mostram o mesmo momento da recepção a Lula na universidade, e nos quais tampouco escuta-se o grito de “Lula ladrão” (1, 2).

O primeiro deles foi publicado em 6 de maio e tem 1 minuto e 55 segundos de duração. Nele, é possível observar o mesmo momento da gravação viral visto em outro ângulo. Nota-se, por exemplo, a presença de uma pessoa com uma blusa listrada próxima ao veículo preto.

Também é possível ver, em ambas as gravações, algumas pessoas que correm atrás do automóvel após sua passagem. Nesse registro, não é possível escutar, em nenhum momento, a multidão gritando as palavras de ordem “Lula ladrão seu lugar é na prisão”.

Comparação feita em 9 de maio de 2022 entre duas publicações no Facebook ( . / )

Em um outro registro localizado pelo Checamos no Facebook, também é possível ver as mesmas pessoas correndo atrás do automóvel preto. Essa gravação tampouco traz vaias contra o ex-presidente.

Eleições 2022