Não, alemães não abandonaram seus carros em protesto contra alta nos preços de combustíveis

Uma foto que mostra motoristas saindo de seus veículos supostamente em protesto contra a alta no preço de combustíveis na Alemanha foi compartilhada ao menos 1,3 milhão de vezes no Facebook desde sua publicação. A cena é real, mas aconteceu na China em 2012.

De acordo com o texto que acompanha a imagem publicada em novembro de 2017, a foto mostra um protesto de cidadãos alemães que, diante da alta nos preços do combustível no país, decidiram abandonar seus carros.

“Na Alemanha, o governo subiu preço de combustível. Em apenas uma hora, as pessoas abandonaram seus carros nas ruas e avenidas e foram a pé para casa. Mais de um milhão de carros abandonados. Tiveram de baixar o preço. Quando o povo é inteligente, os corruptos não conseguem concretizar seus objetivos”, diz a legenda da publicação em questão.

Esta informação é falsa, porém. A foto do suposto protesto alemão foi feita por um fotógrafo da agência britânica Rex, na cidade de Shenzhen, na província chinesa de Guangdong, durante um engarrafamento gigante que aconteceu em setembro de 2012.

Na foto original, é possível perceber que a sinalização da rodovia está escrita em caracteres chineses. Também é possível ver que o volante dos carros está localizado do lado esquerdo, modelo padrão nas províncias da China continental, como é o caso de Guangdong.

 

Captura de tela feita em 25 de abril de 2019 mostra automóveis parados

Esta mesma imagem viralizou também em espanhol e inglês.

Embora no passado cidadãos alemães já tenham protestado contra a alta no preço de combustíveis em seu país, a manifestação mais recente deste tipo aconteceu há 18 anos. Nesse episódio, sete mil caminhões, tratores e táxis bloquearam as principais vias de acesso ao centro de Berlim, exigindo a suspensão de uma taxa cobrada sobre combustíveis. Na época, o protesto foi noticiado pela AFP em espanhol.

Recentemente, a Alemanha tem sido palco de outros tipos de protestos relacionados a combustíveis. Em março deste ano, milhares de jovens se reuniram pelo país, exigindo ações contra o aquecimento global, incluindo a substituição dos combustíveis fósseis. Uma manifestação semelhante aconteceu no país em novembro de 2017, durante a Conferência da ONU sobre Mudança Climática (COP23).

Em resumo, embora o aumento no preço de combustíveis já tenha sido motivo de insatisfação no passado na Alemanha, é falsa a informação de que centenas de motoristas teriam “abandonado” seus carros no meio da rua em sinal de protesto, como indica a publicação analisada. A imagem mostra um engarrafamento gigante ocorrido na China.