O ar-condicionado de carros não expõe passageiros a altas concentrações de benzeno nem causa câncer

Publicado em 09/06/2022 às 20:24

Publicações nas redes sociais afirmam que o ar-condicionado dos automóveis expõe os passageiros a altas concentrações de benzeno, um químico classificado como cancerígeno pela Agência Internacional para Pesquisa em Câncer. Para evitar isso, os usuários recomendam abrir as janelas dos veículos durante alguns minutos antes de ligar o ar-condicionado. As postagens foram compartilhadas mais de 721 mil vezes desde, pelo menos, 2010, e voltaram a circular em 2022. No entanto, uma especialista e estudos científicos consultados pela AFP demonstram que isso é enganoso.