Imagem de correspondência em estrada é antiga e não tem relação com a eleição presidencial dos EUA

Copyright © AFP 2017-2020. Todos os direitos reservados.

Publicações compartilhadas milhares de vezes em redes sociais durante a apuração de votos da eleição presidencial dos Estados Unidos alegam que uma imagem de correspondências descartadas na beira de uma estrada mostra votos a favor do candidato à reeleição, Donald Trump, no estado de Michigan. Mas isso é falso: a foto é de 2018, ano em que não houve eleição presidencial, e mostra caixas de correspondência abandonadas por um funcionário do Serviço Postal que se demitiu, no estado de Nova Jersey. Além disso, não há registro de que houvesse cédulas entre a correspondência.

“Mais cédulas pró Trump são encontradas em uma estrada no estado de Michigan - Eua”, diz o texto que acompanha a imagem em publicações compartilhadas mais de 2 mil vezes no Facebook (1, 2, 3) e Twitter desde o último dia 4 de novembro. “A fraude é gigantesca. FBI está em cima”, diz outra postagem.

O conteúdo circula no momento em que a apuração de votos indica uma vantagem do candidato democrata, Joe Biden, principalmente após derrotar Trump no estado de Michigan - resultado contestado pelo candidato republicano.

Captura de tela feita em 5 de novembro de 2020 de uma publicação no Facebook

Alegação semelhante também está sendo compartilhada em espanhol e inglês.

Uma busca reversa pela imagem mostra, contudo, que ela circula ao menos desde 30 de setembro de 2018, quando foi publicada por um usuário no Facebook com a legenda em inglês: “se você está procurando sua correspondência, ela pode estar na estrada river perto da 36ª estação… compartilhem esse post, as informações das pessoas estão na rua”.

A publicação estava marcada com a localização de Pennsauken, no estado de Nova Jersey.

Captura de tela feita em 5 de novembro de 2020 da imagem viralizada publicada no Facebook em 30 de setembro de 2018

Trump ainda não estava concorrendo à reeleição em 2018, quando foram realizadas apenas eleições para o Congresso do país. Assim como no Brasil, os eleitores norte-americanos escolhem o presidente a cada quatro anos.

Múltiplos veículos locais (1, 2, 3) publicaram a mesma foto em 2018, reportando que as caixas de correspondência foram deixadas na rua em Nova Jersey por um funcionário do Serviço Postal que pediu demissão e abandonou o material.

A porta-voz do Escritório do Inspetor-Geral do Serviço Postal dos Estados Unidos Agapi Doulaveris confirmou à AFP que a correspondência vista na foto foi, posteriormente, entregue aos seus destinatários.

“Eu não posso dizer se havia alguma cédula… Não conheço o conteúdo da correspondência especificamente”, disse Doulaveris.

“Tudo que posso dizer é que a correspondência foi entregue”, acrescentou.

O abandono de correspondência não é um problema comum no Serviço Postal norte-americano (USPS), disse Doulaveris. O USPS possui centenas de milhares de funcionários e “a maioria deles são confiáveis e honestos. Mas se ouvirmos sobre isso, é nosso dever investigar qualquer tipo de abandono”.

O Serviço Postal dos Estados Unidos foi alvo frequente de desinformação durante a campanha eleitoral, grande parte dela alimentada pelo próprio Donald Trump. O presidente e candidato republicano afirmou repetidamente que a votação por correio traz um grande risco de fraude. Autoridades e especialistas discordam desta alegação.

Em resumo, é falso que a imagem compartilhada nas redes mostre votos a favor do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, descartados na beira de uma estrada no estado de Michigan. A imagem circula desde 2018, dois anos antes da eleição presidencial, e não possui qualquer relação com o pleito.

Tradução e adaptação
AFP Brasil
Eleições EUA 2020