Homem apontado como irmão de Adélio nesta imagem é, na verdade, Marcos Heridijanio, ex-candidato a deputado pelo PT

Publicações compartilhadas milhares de vezes em redes sociais desde o início de janeiro afirmam que uma foto mostra o ex-presidente Lula ao lado do irmão de Adélio Bispo, que esfaqueou o presidente Jair Bolsonaro durante a campanha de 2018. Entretanto, o homem em questão é Marcos Heridijanio, que concorreu como deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores na última eleição.

“Sabem quem é esse Senhor que abraça o Cachaceiro?? É o irmao do cara que tentou Assassinar Bolsonaro, Adélio Bispo, ENTENDERAM? Nem precisa perguntar #QuemMandouMatarBolsonaro Nem tão pouco perguntar #QuemTáPagandoOsAdvogadosDeAdelio [sic], dizem os textos das publicações (1) que acompanham a imagem.

Em outra postagem, com mais de 3.500 compartilhamentos, juntamente com a foto mencionada, há uma segunda imagem, na qual também afirmam que o irmão de Adélio Bispo de Oliveira está ao lado do ex-presidente Lula (2003-2011).

Captura de tela feita em 30 de janeiro de 2020 mostra publicação no Facebook

Por meio da busca reversa* no Google por uma das fotografias viralizadas, a equipe de verificação da AFP chegou à página no Facebook de Marcos Heridijanio, onde as imagens aparecem como fotografias de perfil e de capa.

Uma pesquisa por “Heridijanio” mostra que seu nome completo é Marcos Heridijanio Moura Bezerra e que ele concorreu ao cargo de deputado federal por Pernambuco nas eleições de 2018 pelo Partido dos Trabalhadores (PT), sendo eleito como suplente, e que em 2012 já havia concorrido à Prefeitura de São José do Belmonte (PE), também pelo PT, mas não foi eleito.

Em sua página no Facebook, Marcos Heridijanio posta uma série de vídeos sobre diferentes temas e em um deles, de 7 de janeiro de 2020, menciona a viralização das duas imagens.

“Essa semana eu sofri um ataque covarde de várias velhas decrépitas, safadas, que diz que Deus tarda, mas não falha em revelar a verdade. Uma foto que tenho eu, que sou acostumado à militância de esquerda e acostumado a ataques, e não me preocupo com isso. Eu achei uma covardia de usar o nome do meu filho e minha mulher numa foto montada por esses esquizofrênicos aqui do Brasil que apoia o Bolsonaro, famoso ‘bolsoloides’, dizendo que eu sou irmão do Adélio Bispo e que tá claro que tem uma relação de Lula com a tentativa de matarem o Bolsonaro por aquele cara lá em Minas Gerais [sic], afirma na gravação.

No Instagram de Heridijanio há, também, registros das fotografias (1, 2) que se espalharam pela Internet com atribuições errôneas.

De acordo com matérias publicadas por veículos brasileiros após a facada em Jair Bolsonaro durante um ato de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais, em 6 de setembro de 2018, Adélio Bispo de Oliveira tem quatro irmãos que vivem em bairros de Montes Claros e locais próximos à cidade. Desses quatro, três têm os nomes conhecidos: Aldeir Ramos de Oliveira, Maria das Graças Oliveira e Maria Aparecida Ramos.

É possível perceber, ainda, que Marcos Heridijanio Moura Bezerra sequer tem algum dos sobrenomes de Adélio e seus irmãos.

Em uma entrevista para o Estado de Minas, Aldeir Ramos de Oliveira contou sobre o caso e como, em sua visão, isso afetou a eleição de 2018. No texto há, inclusive, uma foto dele, que não corresponde às imagens viralizadas nas redes sociais desde o início de janeiro.

Em resumo, é falsa a afirmação de que as fotografias de um homem abraçado com o ex-presidente Lula mostram o irmão de Adélio Bispo. Trata-se, na verdade, de Marcos Heridijanio, que concorreu ao cargo de deputado federal por Pernambuco em 2018.

O AFP Checamos já verificou outras afirmações (1, 2, 3, 4, 5) a respeito de Adélio Bispo e a facada no atual presidente Jair Bolsonaro.

*Uma vez instalada a extensão InVid no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores

AFP Brasil