Os 62 °C na Índia foram registrados na superfície; medida não é usual na previsão do tempo

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Um mapa da Índia foi compartilhado nas redes sociais desde 29 de abril de 2022, com mais de 15.000 interações, destacando a previsão de uma onda de calor que registraria 62 graus Celsius para aquele dia ou para o dia seguinte. No entanto, as alegações são enganosas: a imagem mostra a temperatura da superfície terrestre no subcontinente, não a do ar, que é usada para informar as previsões do tempo e avaliar o impacto sobre os seres humanos.

“Onda de calor”, diz uma publicação compartilhada no Twitter, ressaltando o registro de uma temperatura “maior que 62 graus Celsius”.

Conteúdo similar circula no Facebook e no Instagram, e também em outros idiomas, como espanhol, tailandês e inglês.

Captura de tela feita em 14 de maio de 2022 de uma publicação no Twitter ( . / )

As publicações começaram a circular em 29 de abril de 2022, coincidindo com uma onda de calor sem precedentes na Índia e no Paquistão.

A imagem

Uma busca reversa pela imagem de satélite no Google levou a um tuíte publicado em 29 de abril pela plataforma europeia ADAM, que fornece dados ambientais.

O tuíte alerta para a onda de calor no Paquistão e na Índia, “no quarto dia de calor intenso”, e divulga os dados de 62 ºC, mas esclarece: “Temperatura da superfície terrestre, não do ar!”. A publicação credita o programa europeu de monitoramento ambiental Copernicus e a missão espacial Sentinel-3.

A temperatura da superfície terrestre é diferente da temperatura do ar, que normalmente é usada nas previsões meteorológicas.

“A temperatura da superfície terrestre refere-se à temperatura irradiada de uma determinada superfície no solo, enquanto a temperatura do ar é a temperatura registrada no ar acima do solo. Os cientistas costumam se referir a ela como a temperatura do ar a dois metros ou próximo à superfície”, disse à AFP Cascade Tuholske, geógrafo e pesquisador da Universidade de Columbia, em Nova York.

“Embora a temperatura da superfície terrestre possa ser usada como um indicador do impacto do calor na saúde e no bem-estar das pessoas, a temperatura do ar é uma medida muito mais importante para entender como o calor impacta a saúde e o bem-estar das pessoas”, acrescentou Tuholske.

A temperatura do ar é a que normalmente é usada para fornecer informações meteorológicas aos cidadãos, disse à AFP Omar Baddour, especialista em dados aplicados da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

“A temperatura meteorológica padrão próxima à superfície refere-se à temperatura do ar medida dois metros acima do solo”, disse Baddour. “Essa é a informação de temperatura fornecida pelos serviços meteorológicos para uso de pessoas comuns e outras aplicações setoriais”.

A porta-voz da OMM, Clare Nullis, comentou, por sua vez, que essa temperatura do ar medida a dois metros da superfície é “a que costumamos sentir, se pensarmos na altura média de um adulto. Então essa temperatura e outros elementos, como vento, umidade, etc., fazem parte do ‘clima’”.

Um homem se refresca com água em Nova Délhi, em 3 de maio de 2022 ( AFP / Xavier Galiana)

A onda de calor na Índia e no Paquistão

Até a data de publicação desta checagem, nem a Índia nem o Paquistão registraram temperaturas do ar acima de 60 graus Celsius, como as publicações virais podem levar a crer.

A temperatura mais alta registrada em abril de 2022 na Índia foi de 47,4 ºC, nos dias 29 e 30, em Banda, no estado de Uttar Pradesh, segundo o Departamento Meteorológico do país.

As temperaturas na Índia não subiram acima de 48 °C até o momento neste ano, disse à AFP Mahesh Palawat, vice-presidente de Meteorologia e Mudanças Climáticas da Skymet Weather, uma empresa indiana de previsão do tempo.

De acordo com o Departamento Meteorológico do Paquistão, Jacobabad, na província de Sindh, foi o local mais quente do país em abril de 2022. O termômetro atingiu 49 °C no dia 30.

Clima