O vídeo em que Zelensky supostamente admite consumir cocaína foi manipulado digitalmente

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Uma gravação em que o presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, supostamente afirma que usa cocaína foi compartilhada centenas de vezes nas redes sociais desde 9 de abril de 2022, no contexto do conflito russo-ucraniano. O mandatário, que há anos tem sido alvo de boatos sobre um vício em drogas, aparentemente assegura que esse entorpecente é o “melhor energizante” e recomenda o seu uso “a todo mundo”. Mas o vídeo foi manipulado: a sequência sobrepõe várias cenas de uma entrevista de 2019 na qual Zelensky afirmava, na verdade, ser viciado em café e assegurava que não consumia drogas.

“Ucrânia. 09.04.2022. Resurge na rede vídeo de Zelensky, falando em russo e abertamente em uma entrevista, que ele se sente incrível fazendo o uso de cocaína, ele fala tudo isso com sorriso estampado no rosto”, indicam as legendas das publicações compartilhadas no Facebook (1, 2) e Twitter (1, 2).

O texto continua: “E ele ainda recomenda o uso desta droga, disse que se sente incrível. Afirmou que é o seu modo de vida e que após caminhar com seus cães ele usa e recomenda, pois a droga lhe garante energia para o dia todo”.

Captura de tela feita em 23 de abril de 2022 de uma publicação no Twitter ( . / )

Conteúdo semelhante circula em espanhol, francês e inglês.

Essa suposta “confissão” se soma aos recorrentes boatos sobre um suposto vício em drogas de Zelensky, que começaram a circular em 2019, quando ele se apresentou como candidato à Presidência da Ucrânia.

Mais recentemente, no final de fevereiro de 2022, quando a invasão russa da Ucrânia teve início, o mandatário Vladimir Putin repetiu-os, descrevendo Zelensky e seus ministros como “um grupo de viciados e neonazistas que se instalaram em Kiev e tomaram todo o povo ucraniano como refém”.

No vídeo compartilhado nas redes sociais, com 25 segundos de duração, Zelensky fala em russo e as legendas, em inglês, em tese traduzem a sua resposta à pergunta “O que você acha da cocaína?”. O mandatário aparentemente afirma: “Incrível! Incrível! É o melhor energizante para os humanos. É sério”.

Em seguida acrescenta, de acordo com a transcrição: “É energia para o dia todo. Às 7h da manhã me levantei e saí para passear com o cachorro. E cheiro drogas. É uma forma de vida. Eu vivo ela. Aconselho que todos o façam. Mas não as drogas pesadas. Dão vontade de dormir durante o dia. E essa quantidade é suficiente para mim até a noite. Sim!”.

Contudo, a sequência foi manipulada: ela sobrepõe dois trechos de uma entrevista com Zelensky de janeiro de 2019 para fazê-lo dizer que consome entorpecentes, quando, na realidade, não disse.

“Eu não consumo drogas”

A entrevista original foi realizada pelo veículo ucraniano Ukrainskaya Pravda em 21 de janeiro de 2019, algumas semanas depois de Zelensky, então conhecido como um ator de sucesso em seu país, ter anunciado a sua candidatura à Presidência da Ucrânia.

Esta “primeira grande entrevista” do então candidato, segundo a descrição do Ukrainskaya Pravda, ocorreu em sua sede de campanha em Pechersk, um bairro central de Kiev.

A versão completa, disponível no YouTube, tem mais de uma hora de duração e a legenda do vídeo especifica o tema abordado entre os minutos 7:35 e 10:00: “Zelensky usa drogas? A sua relação com o álcool”.

No minuto 7:41, especificamente, o jornalista que conduziu a entrevista, Roman Kravets, diz ter ouvido dizer que Zelensky “consumia cocaína”. O então candidato responde: “Incrível! Incrível! Não, estou sentado em algo branco, mas é uma cadeira. Não é cocaína. Eu não me drogo”.

Em seguida, Kravets lhe questiona: “Você cheira? Você usa?”, ao que seu interlocutor responde: “Cheiro café, porque sou realmente viciado em café. Eu gosto muito de café, de verdade”.

Zelensky acrescenta em um tom mais sério que não consome drogas, antes de assinalar: “Alguma vez bebo uma taça de vinho? Sim”.

Esporte, não drogas

O fragmento na versão adulterada em que Zelensky parece exaltar os benefícios da cocaína em seu “estilo de vida” foi retirado dos minutos 9:40 a 9:59 da entrevista completa. Mas, ao contrário do que o vídeo viral sugere, ele não fala de drogas, mas de esportes.

“Essa é a ‘rotina’ que sigo. Às 7h da manhã me levanto, levo o meu cachorro para passear e pratico esportes. Para que serve o esporte? Trata-se de obrigar a si mesmo. Te dá energia para o dia todo, aconselho a todos, mas não através da prática intensa, pois te dá vontade de dormir durante o dia. E essa descarga é suficiente para o dia, sim”, diz Zelensky na sequência original.

Essa mesma entrevista já havia sido usada para uma montagem semelhante que começou a circular em abril de 2019, quando o candidato estava no segundo turno contra o presidente em fim de mandato, Petro Poroshenko. Na ocasião, o Ukrainskaya Pravda publicou um artigo que denunciava esta manipulação da entrevista original.

Durante a campanha, o próprio Zelensky reagiu diretamente aos rumores sobre o seu suposto vício em drogas e o suposto abuso de álcool de seu adversário, concordando em debater com Poroshenko no maior estádio do país com a condição de se submeterem primeiro a um exame médico “para provar ao povo que não são nem alcoólatras nem dependentes químicos”.

Os dois candidatos passaram nos testes de drogas e álcool, que foram transmitidos ao vivo pelas redes sociais, segundo informou a edição ucraniana da BBC.

Tradução e adaptação
Conflito na Ucrânia