Na realidade, estas imagens mostram albaneses que tentavam fugir para a Itália em 1991

Circulam nas redes sociais ao menos desde 2015 postagens com três fotografias nas quais se vê um barco lotado de pessoas, além de outras que tentam subir, em um porto abarrotado. A descrição das imagens assegura que são europeus fugindo para o norte da África, às vezes também para a América do Sul, durante a Segunda Guerra Mundial. Entretanto, isto é falso. As fotos correspondem a uma tentativa de êxodo de albaneses ocorrida em agosto de 1991.

“Não, não são imigrantes Sírios ou Africanos tentando entrar na Europa. São Europeus fugindo para o norte de África na segunda guerra mundial. São as voltas que o mundo nos dá. Só para refletir…”, assinalam as postagens (1, 2, 3, 4), compartilhadas mais de 106 mil vezes em português no Facebook e no Twitter (1).

As imagens com mensagens parecidas, por vezes com adaptações, também se espalharam em inglês (1, 2, 3), espanhol (1, 2, 3),  francês (1) e árabe.

Captura de tela feita em 23 de setembro de 2019 mostra a publicação viralizada

Contudo, os resultados de uma busca reversa* das imagens com as palavras-chave “êxodo”, “fugir” e “barco” indicam que as fotografias correspondem a albaneses que, em agosto de 1991, tentavam fugir após o fim do comunismo em seu país, ocorrido no início de 1990.

Vários meios de comunicação (1, 2, 3) cobriram a história do êxodo ocorrido em 7 de agosto de 1991, quando milhares de albaneses - nessa data foram reportados entre 10 mil e 12 mil -, desesperados com a situação econômica que seu país estava atravessando, queriam subir no navio Vlora, que, de acordo com a imprensa, estava chegando de Cuba com um carregamento de açúcar para Durres, na Albânia.

O barco atracou em 8 de agosto no porto italiano de Bari, onde os albaneses foram retidos e repatriados nos dias subsequentes.

Uma das três imagens (abaixo e à direita na publicação viralizada) aparece em uma matéria do jornal alemão Der Tagesspiegel com a descrição de seu contexto original:

“Em agosto de 1991, 20.000 pessoas irromperam no ‘Vlora’, o único transatlântico albanês, obrigando o capitão a se dirigir à Itália. Lá, foram internados e devolvidos ao seu país em crise”, diz a publicação, que dá o crédito da foto a Picture Alliance (1), uma filial da agência de notícias alemã DPA. O autor da imagem é Vittorio Arcieri, um dos fotógrafos que ganhou notoriedade por capturar este acontecimento.

Captura de tela feita em 23 de setembro de 2019 mostra a foto publicada pelo jornal Der Tagesspiegel do êxodo de albaneses em 1991

Uma fotografia semelhante à de baixo e à esquerda na publicação viral é vista em artigos como este, mas em preto e branco, com crédito à agência Associated Press (AP). No banco de imagens da AP ela aparece com data de 7 de agosto de 1991, tirada na Albânia e cujo autor aparece como ATA, siglas da Agência Telegráfica Albanesa (agência de notícias estatal).

Ao continuar com a busca, a mesma imagem foi encontrada com a marca d’água Xhengo photography, e em páginas como esta, na qual assinalavam o fotógrafo Gani Xhengo como autor da foto.

Em uma entrevista, Xhengo, de origem albanesa, contou que tirou esta fotografia quando o barco Vlora foi abordado na costa albanesa, e que naquela época trabalhava para a ATA. Além disso, relatou que, em 2010, descobriu que a sua foto havia sido usada, mas sem reconhecimento de autoria, em uma campanha da marca italiana United Colors of Benetton, na qual foi colorida (similar a como aparece na publicação falsa).

Sobre a fotografia que aparece na parte superior da publicação viralizada, embora seja vista em vários sites que relatam o que de fato aconteceu, em nenhum deles é mencionado o autor da imagem.

A seguir é possível ver a comparação da foto da publicação viral e uma cena de gravações do momento em que o navio Vlora chegou à costa italiana de Bari, em 8 de agosto de 1991.

À esquerda, a imagem que aparece na publicação viralizada; à direita, um vídeo que mostra o albaneses chegando a Bari em 8 de agosto de 1991

A equipe de verificação da AFP já havia desmentido estas imagens em 2018 para a sua versão em francês, e o fez recentemente em espanhol.

O site de verificação americano Snopes também desmentiu em 2015 outra desinformação sobre estas imagens, que mostrariam refugiados muçulmanos indo da Líbia para a Itália.

Em resumo, não é verdade que as imagens virais sejam de europeus que estavam fugindo para o norte da África, ou para a América do Sul, durante a Segunda Guerra Mundial. As fotografias em questão mostram uma tentativa de êxodo de albaneses ocorrida em agosto de 1991.

*Uma vez instalada a extensão InVid no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.