Captura de pantalha de uma publicação utilizando fotos fora de contexto para ilustrar o resgate dos meninos na Tailândia, feita em 11 de julho de 2018. (Acritica.net / AFP)

Não, estes vídeos não são do resgate dos meninos na Tailândia

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

A excursão de 12 alunos e o técnico de um time de futebol na Tailândia no dia 23 de junho não ocorreu como esperado. O grupo ficou preso em uma caverna e equipes de socorro da Tailândia, Japão, Austrália, Reino Unido e Estados Unidos tiveram de se coordenar  para realizar seu resgate. Diversas imagens e vídeos da operação foram veiculados na internet. No entanto, alguns deles são falsos.

No total, ficaram presos por mais de 2 semanas. Para sair da caverna, os meninos foram acompanhados, cada um deles, por 2 mergulhadores que os auxiliaram a nadar e usar um cilindro de oxigênio por mais de 4 km. Para sair do complexo de cavernas Tham Luan, na cordilheira de Doi Nang Non, as crianças, com idades variando entre 11 e 16 anos,  também tiveram que realizar a arriscada manobra de passar por uma fenda de 38 centímetros de largura para alcançar a saída. 

Captura de tela de uma publicação no Facebook disseminando um video falso sobre o resgate dos meninos na Tailândia, feita em 11 de julho de 2018. (Facebook / AFP)

Um vídeo que circulou nas redes sociais do Brasil, visto mais de 750 mil vezes, chama a audiência a seguir o “emocionante resgate” dos jovens tailandeses. Nele, as crianças são retiradas em uma maca à prova d´água pela equipe de resgate. Este vídeo é falso. Está na internet pelo menos desde 2010 e, na verdade, mostra exercícios de um grupo de resgate francês chamado Spéléo-Secours. Tanto o vídeo como imagens estáticas do mesmo, no Twitter e em blogs, foram utilizados erroneamente, em diversos países, como se fossem fotos da operação de salvamento.

Outro vídeo, assistido mais de 240 mil vezes só entre o público brasileiro, mas também visto por centenas de milhares de pessoas na Ásia, por exemplo na China e na Índia, insinua a árdua tarefa da equipe de resgate, que tem que se esgueirar por fendas apertadas e lamacentas. Este vídeo também é falso. Trata-se de uma gravação promocional do Dudley Caving Club, um grupo de espeleólogos da Inglaterra, feita em 2016.

 

Captura de tela do resultado de uma busca no Facebook por vídeos do resgate dos meninos na Tailândia, feita em 11 de julho de 2018. (Facebook / AFP)

A operação para resgatar a jovem equipe futebolística Moo Pa (os “Javalís Selvagens”, em tailandês) na província de Chiang Rai terminou com todos os seus integrantes a salvo na última terça-feira, assim como os membros da equipe que os salvou, com a exceção do mergulhador e ex-oficial da marinha tailandesa Saman Gunan, que morreu em atividade, por falta de oxigênio, no dia 6 de julho.

A dramática missão para livrar o grupo transcendeu fronteiras e comoveu populações de todo o mundo. O escritório da AFP no Brasil publicou um vídeo sobre como os jovens foram retirados da caverna. Assista:

AFP Brasil