Foto de desfile da Gaviões da Fiel em 2019 volta a circular como se fosse de 2020

Copyright © AFP 2017-2020. Todos os direitos reservados.

Uma imagem de um desfile de escola de samba na qual se vê o personagem do diabo arrastando o intérprete de Jesus, junto com a afirmação de que este seria o momento em que o ano de 2020 começou a “dar errado”, foi compartilhada mais de 106,7 mil vezes nas redes sociais desde meados de agosto. Mas o desfile em questão ocorreu no carnaval de 2019, quando a escola de samba Gaviões da Fiel levou o enredo “A saliva do santo e o veneno da serpente” para a avenida em São Paulo.

“Foi aqui que 2020 começou a dar errado ! Pensou que essa conta não ía chegar?”, indicam as legendas das publicações viralizadas no Facebook (1, 2, 3), que circulam ao menos desde o último dia 10 de agosto.

A imagem também foi reproduzida no Twitter (1, 2, 3) e Instagram (1, 2, 3), por vezes acompanhada de outra alegação: “Quando você perguntar do porque o Brasil é um dos líderes em corona virus(inclusive em mortes) lembre-se que de Deus não se zomba”.

Muitos usuários demonstraram estar indignados com a encenação, outros, por sua vez, afirmaram que países como Itália e China não têm este carnaval e estavam sofrendo com a covid-19.

Captura de tela feita em 30 de novembro de 2020 de uma publicação no Facebook

Mas esse registro não foi feito em 2020.

Uma busca pela origem da fotografia usando a ferramenta TinEye mostrou como único registro uma publicação de 2019 no site da emissora Band. Com crédito ao fotógrafo Jales Valquer, da FramePhotos, foi possível chegar à imagem publicada no portal da agência.

A descrição da fotografia indica: “03.03.2019 - SÃO PAULO, SP - Desfile da escola de samba Gaviões da Fiel, no Sambódromo do Anhembi, pelo Grupo Especial do carnaval 2019 de São Paulo”.

Uma pesquisa no Google sobre o desfile da escola de samba de São Paulo em 2019 mostra que o enredo escolhido foi “A saliva do santo e o veneno da serpente”, que contou a história e lendas do tabaco, uma reedição de seu samba de 1994.

A imagem agora viralizada nas redes foi capturada durante a encenação da comissão de frente, coreografada por Edgar Junior.

Logo após o desfile da Gaviões da Fiel, o Checamos publicou uma verificação a respeito da suposta morte do ator que interpretou o demônio no desfile.

Na época, Edgar Junior confirmou à AFP que o ator estava vivo e bem, contou que estava sendo alvo de intimidações devido a encenação da comissão de frente e ressaltou que, ao fim da apresentação, “o Bem vence”.

“Na hora em que o diabo coloca-o no chão, crucificado, relembra que todos nós o crucificamos todos os dias. Em seguida, Jesus renasce, mostrando a sua luz. É nítido na coreografia que o Bem venceu. Porém, para o Bem vencer, às vezes tem que apanhar”, acrescentou.

A comissão de frente mostrava a lenda de Santo Antão sobre a origem do tabaco a partir da ilustração do confronto com o diabo.

Em 2020 a escola de samba Gaviões da Fiel teve como enredo “Um não sei que, que nasce não sei onde, vem não sei como e explode não sei porquê”, sobre casos de amor e paixão intensos.

Em resumo, é falso que a fotografia do desfile de uma escola de samba que mostra um ator caracterizado como o diabo arrastando o intérprete de Jesus seja de 2020. A cena agora viralizada foi registrada em março de 2019, quando a Gaviões da Fiel reeditou o enredo de 1994 “A saliva do santo e o veneno da serpente”.

AFP Brasil