Vídeo em que Doria manda recado para quem é “improdutivo e fracassado” era para um político

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Um vídeo em que o governador de São Paulo, João Doria, manda um recado para quem é “improdutivo e fracassado” foi compartilhado milhares de vezes nas redes sociais desde o último mês de março como se fosse direcionado ao povo brasileiro. No entanto, a gravação viralizada foi editada e tirada de contexto. O vídeo completo, de outubro de 2017, é uma mensagem de Doria ao ex-governador e então vice-presidente do PSDB, Alberto Goldman, com quem teve desentendimentos na época.

“Agora Doria Passou dos limites. Chamando população de fracassado improdutivo. Próprio Doria que disse olha vídeo”, diz uma das publicações, que foram compartilhadas mais de 4.500 vezes no Facebook (1, 2, 3) e Twitter desde 19 de março e voltaram a circular recentemente.

“Ouçam o recado do ditador João Dória: ele repugna o povo, tem ódio no coração”, escreveu outro usuário ao publicar o vídeo de 13 segundos, no qual Doria diz: “Olá, hoje o meu recadinho, o meu bom recadinho. Vai pra você, você que é um improdutivo, um fracassado. Você coleciona fracassos na sua vida e, agora, vive de pijamas na sua casa”

Captura de tela feita em 3 de novembro de 2020 de um vídeo publicado no Facebook

O conteúdo começou a circular nas redes em meio à pandemia de covid-19, período em que o governador de São Paulo se consolidou como uma voz de oposição à do presidente Jair Bolsonaro, principalmente por sua defesa das medidas de confinamento para prevenir a propagação do novo coronavírus.

Uma busca no Google pelas palavras-chave “Doria + improdutivos + fracassados” mostra, contudo, que o vídeo compartilhado nas redes foi cortado de modo a alterar seu sentido original.

Com 50 segundos, a versão completa do vídeo foi localizada na conta oficial de Doria no Facebook, publicada em 7 de outubro de 2017. O título da gravação já indica que a mensagem não era direcionada ao povo brasileiro: “Recado ao Alberto Goldman”.

Isso pode ser confirmado ao assistir o vídeo completo, no qual Doria diz no início da mensagem a quem é direcionada sua fala: “Olá, hoje o meu recadinho, o meu bom recadinho vai pra você, Alberto Goldman, você que viveu a vida inteira na sombra, na sombra do Orestes Quércia, na sombra do José Serra, você que é um improdutivo, um fracassado”.

“Aliás, você coleciona fracassos na sua vida e, agora, vive de pijamas na sua casa. Fique com a sua mediocridade, que eu fico com o povo, Alberto Goldman”, continua Doria na gravação, compartilhada também em seu canal no YouTube e Twitter.

Na época prefeito de São Paulo pelo PSDB, Doria gravou a mensagem em resposta a um outro vídeo publicado por Goldman, então vice-presidente nacional do partido, em 5 de outubro do mesmo ano.

Na gravação, Goldman acusava Doria de ter abandonado a Prefeitura de São Paulo por estar interessado apenas em ser candidato à Presidência da República nas eleições de 2018. “São Paulo ainda não tem prefeito. Temos um candidato à Presidência da República. É preciso que o prefeito assuma de uma vez por todas o que ele quer”, diz Goldman no vídeo.

A rixa entre Doria e Goldman foi amplamente reportada pela mídia na época (1, 2, 3).

A disputa data desde a pré-candidatura de Doria à Prefeitura de São Paulo, no início de 2016, quando Goldman o acusou de abuso do poder econômico e de ter cometido crimes eleitorais durante as prévias realizadas para escolher o candidato do PSDB para o pleito.

Eleito prefeito naquele ano, Doria deixou o cargo após 15 meses, mas para concorrer a governador de São Paulo e não à Presidência da República, como previa Goldman.

Esse conteúdo também foi verificado pelos sites de checagem Aos Fatos e Estadão Verifica.

Em resumo, é falso que o governador de São Paulo tenha chamado os brasileiros de improdutivos e fracassados em vídeo compartilhado nas redes. A gravação era direcionada ao então vice-presidente nacional do PSDB, Alberto Goldman, e foi cortada para alterar seu sentido original.