Vídeo de Bolsonaro em debate na Universidade Federal Fluminense é verdadeiro

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Em 11 de outubro de 2011, o então deputado federal foi convidado para participar do debate “Direito, homoafetividade e sexualidade etc e tal”, por iniciativa da professora universitária Mônica Paraguassu, que não respondeu à solicitação de contato da AFP.

A equipe de checagem da AFP entrou em contato com Wilson Madeira Filho, diretor da faculdade de Direito da UFF, centro acadêmico onde o evento se deu. Madeira Filho esteve no evento e declarou: “Não queria participar, mas escutei tanta atrocidade que fiz uma colocação”.

Captura de tela de comentários feitos em uma publicação do vídeo no Facebook, feita 27 de outubro de 2018
 

Uma versão resumida, disseminada através de distintas postagens nas redes sociais, da participação do presidenciável do Partido Social Liberal (PSL), apresentou trechos de sua fala que geraram indignação entre os usuários. “Na melhor das hipóteses um débil mental”, “Se ainda assim vocês forem votar nesse traste, não sei mais o que dizer”, foram alguns dos comentários. Também houve quem se posicionasse a seu favor: “Pode ser que ele seja um verme. Mas desejo mudança”, expressou um internauta

Na ocasião, o discurso do candidato também provocou reações calorosas por parte dos presentes, devido ao que falou sobre a homosexualidade e a educação infantil. 

Naquele dia, Bolsonaro chegou a manifestar: “Se defender a família é ser homofóbico, pode me chamar de homofóbico, com todo o prazer, não tem problema nenhum”. A crítica à educação sexual em escolas públicas é recorrente nos discursos do candidato. A AFP já desmentiu alegações do presidenciável sobre o programa do governo federal Escola Sem Homofobia, pejorativamente chamado de “kit gay” e que nunca chegou a ser implementado.

AFP Brasil