A velocidade da gravação em que Lula parece bêbado após decisão de Fachin foi reduzida

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falando, supostamente sob efeito de bebida alcoólica, que está livre para ajudar a libertar o Brasil. As publicações, visualizadas mais de 32 mil vezes desde 9 de março, sugerem que a mensagem foi publicada no Instagram do petista após a decisão do ministro do STF Edson Fachin de anular suas condenações no âmbito da Operação Lava Jato. No entanto, a gravação teve sua velocidade reduzida para dar a impressão de fala embriagada. Além disso, o vídeo foi postado originalmente em novembro de 2019, quando Lula deixou a prisão em Curitiba. 

“Lula 'bêbado' em Live comemorando os seus processos anulados pelo STF, quer ser presidente do Brasil em 2022”, diz uma das publicações compartilhadas no Facebook (1, 2), no Instagram e no YouTube (1, 2).

O vídeo também circulou em uma outra versão, acompanhado por informações de contexto e opiniões. 

Captura de tela feita de uma publicação no Facebook em 10 de março de 2021

Com uma busca reversa de um fotograma do vídeo no Google, o AFP Checamos chegou à postagem original, feita na conta oficial de Lula no Instagram no dia 8 de novembro de 2019, data em que ele deixou o prédio da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde ficou preso por 580 dias. Ele cumpria parte da pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias, após ser condenado em duas instâncias no caso do tríplex no Guarujá, no âmbito da Operação Lava Jato. 

Essa condenação foi anulada na última segunda-feira, 8 de março, pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin, que considerou que a 13ª Vara Federal de Curitiba não tinha competência para julgar casos do triplex do Guarujá, do sítio de Atibaia e do Instituto Lula.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Luiz Inácio Lula da Silva (@lulaoficial)

Comparando o vídeo original ao viralizado, é possível notar que este último teve sua velocidade reduzida para arrastar a voz do ex-presidente e dar a impressão de que ele estava alcoolizado, como sugerem os textos que acompanham as publicações. Isso é confirmado pelo tempo de duração da gravação original e da versão editada: a primeira tem 49 segundos de duração, enquanto a segunda é mais longa, com 1 minuto e 15 segundos. 

Na mensagem gravada e dirigida a seus seguidores, Lula avisa que está “livre para ajudar a libertar o Brasil dessa loucura que está acontecendo” e menciona sua idade na época, que era de 74 anos. Atualmente, o ex-presidente tem 75 anos, completados em 27 de outubro de 2020. 

Um dia após o início dos compartilhamentos do vídeo adulterado, a deputada federal Joice Hasselmann, do Partido Social Liberal (PSL), publicou um tuíte sobre ter difundido a desinformação, mas disse ter apagado a gravação após “o primeiro questionamento de que havia uma edição para deixar o vídeo em ‘slow motion’”

Esse conteúdo também foi checado pelos sites Fato ou Fake e Estadão Verifica

AFP Brasil