O vídeo de gafanhotos levantados por uma pá não é da praga que invade a Argentina este ano

Copyright AFP 2017-2020. All rights reserved.

Um vídeo que circula desde o final de junho de 2020 nas redes sociais mostra milhares de gafanhotos sendo levantados por uma pá. As publicações asseguram que se trata da praga que atualmente atinge a parte nordeste da Argentina e que está vindo em direção ao Brasil. Contudo, a gravação é, na realidade, de 2018 e os insetos pertencem a uma espécie diferente da que invadiu o país sul-americano em 2020.

“Essa é a nuvem de gafanhotos que está nas lavouras, bem próximo do Brasi [sic], “Olha essa manada de gafanhotos tá chegando no Brasil” e “Nuvem de gafanhotos apareceu na Argentina perto da fronteira com o Brasil”, são algumas das legendas que acompanham o vídeo no Facebook (1, 2, 3), compartilhado mais de 112 mil vezes desde o último dia 23 de junho.

Captura de tela feita em 29 de junho de 2020 de uma publicação no Facebook

A sequência também circulou no Twitter (1, 2, 3) e no Instagram, além de em outros idiomas, como o espanhol, juntamente com a afirmação de que os gafanhotos passaram por Formosa, na Argentina, e estariam se dirigindo a Uruguai e Brasil.

Desde o fim de maio, a Argentina está tentando conter uma praga de gafanhotos que entrou pelo Paraguai e atualmente se desloca pelas províncias da parte nordeste do país - Formosa, Corrientes, Chaco e Santa Fe. 

No entanto, uma busca reversa* feita com a ferramenta InVid-WeVerify revelou que as imagens não correspondem a este fenômeno, mas que o vídeo já havia sido publicado em agosto de 2018 na página no Facebook das Confederações Rurais Argentinas (CRA), em uma postagem que assinalava que se tratava de uma invasão da espécie “tucura quebrachera” em Quimilí, na província de Santiago del Estero.

Esta praga foi reportada naquele momento por vários meios de comunicação argentinos e em alguns casos incluíram imagens deste mesmo vídeo. 

Em 24 de junho de 2020, o Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Alimentar (Senasa) esclareceu que o vídeo havia sido tirado de contexto, que foi gravado em 2018 e que mostrava outra espécie de gafanhotos, não a que atualmente afeta o nordeste da Argentina.

Em resumo, o vídeo que viralizou nas redes sociais não mostra a praga de gafanhotos que afeta as províncias do nordeste da Argentina em 2020. A sequência foi gravada em outra província, de Santiago del Estero, em 2018 e mostra uma espécie diferente deste inseto.

*Uma vez instalada a extensão InVid-WeVerify no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.

AFP Argentina
 
Nadia Nasanovsky