Não, publicações sobre suposta líder do PSOL só reciclam boato sobre deputada argentina

Copyright AFP 2017-2020. All rights reserved.

Uma foto de uma mulher consumindo cocaína é amplamente compartilhada no Facebook desde o final de agosto com a alegação de que mostra uma líder do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) chamada Vitória Donda. A afirmação é falsa. Victoria Donda é, na verdade, uma deputada argentina que foi alvo da mesma desinformação no país sul-americano no início deste ano. A imagem circula ao menos desde 2017 e já foi compartilhada anteriormente na Espanha e no México como se mostrasse uma parlamentar destes países.

Captura de tela feita em 16 de setembro mostra publicação viralizada no Facebook

“Esta é ‘Vitória Donda’, líder ativista do aborto no ‘PSOL’ em plena atividade psolista (sic)”, diz o texto que acompanha a imagem em diversas publicações no Facebook (1, 2, 3). 

No entanto, o nome mencionado nas publicações não aparece nem na relação de filiados do PSOL, nem nas listas de parlamentares (1, 2) do partido.

Na verdade, Donda é uma deputada argentina do partido de esquerda Somos, que foi alvo da mesma desinformação no início deste ano. A parlamentar apoia a chapa de Alberto Fernández e Cristina Kirchner para a eleição presidencial de 27 de outubro e defende a legalização do aborto na Argentina.

Embora não tenha sido possível determinar a identidade da mulher vista na foto, pode-se afirmar que a pessoa não é Victoria Donda, que, por sua vez, não é uma líder do PSOL. Como se pode ver nas últimas fotos publicadas pela deputada em suas redes sociais (1, 2), não se trata da mesma mulher. Entre algumas diferenças, observa-se os traços do rosto. 

Em reação ao boato, a deputada Victoria Donda confirmou à organização de fact-checking argentina Chequeado que se trata de uma publicação falsa. Além disso, afirmou ao veículo: “Vê-se que não tem nada contra mim porque tem que inventar coisas como essas onde é muito evidente que não sou eu. Nem de brincadeira colocaria um macacão jeans, nem óculos na cabeça”.

A imagem também circulou em outros países. Na Espanha, foi afirmado que se tratava de uma simpatizante da formação de esquerda Podemos e do Partido Socialista (PSOE) com o nome de “Vicki Donda” (1, 2).

Também foi dito que a mulher era uma deputada do partido liberal Ciudadanos chamada “Ana Ronda” (1, 2). Entretanto, este nome não aparece entre os legisladores desta agrupação nem da Câmara de Deputados espanhola.

No México, a mulher da imagem também foi identificada como “Vicki Donda” em diversas publicações (1, 2), que a descreviam como uma suposta deputada do partido de esquerda Morena. Contudo, este nome não consta na lista de deputados da legenda. Tampouco aparece entre os 300 deputados e senadores que integram o Congresso mexicano no período de 2018 a 2021.

Esta foto também aparece em páginas de “memes” em diversos países ao menos desde 2017 (1, 2).

As agências de checagem Aos Fatos e Estadão Verifica também classificaram estas publicações como falsas. Embora não tenham conseguido determinar a identidade da mulher, provaram que a pessoa que aparece na imagem não é quem as publicações alegam.

Em resumo, a mulher que aparece na imagem viralizada não é uma “líder do PSOL” chamada Vitória Donda. Não há registro de qualquer pessoa com esse nome nas listas de filiados ou de parlamentares do partido. Na verdade, Donda é uma deputada argentina que foi alvo desta mesma desinformação no início do ano.

AFP Argentina