Não, este vídeo não mostra o acidente no qual morreu Kobe Bryant; foi gravado nos Emirados Árabes Unidos em 2018

Um vídeo reproduzido mais de 26 mil vezes em diferentes redes sociais alega mostrar o momento da queda do helicóptero que matou a lenda do basquete Kobe Bryant e a sua filha adolescente Gianna. A gravação começou a circular no Facebook, Twitter e Instagram horas depois dos falecimentos terem sido reportados. Contudo, esta afirmação é falsa. O vídeo mostra um acidente fatal que ocorreu no norte dos Emirados Árabes Unidos em dezembro de 2018.

“Provavelmente o momento que o helicóptero que estava @kobe e sua filha Gigi Basketball em luto… Trágico” e “Momento do acidente do helicóptero do Kobe do Los Angeles Lakers” foram algumas das legendas que acompanhavam o vídeo (1), com menos de 30 segundos de duração. A gravação viralizou em várias redes sociais (1, 2) desde 26 de janeiro, no mesmo dia em que ocorreu o acidente.

Captura de tela feita em 27 de janeiro de 2020 mostra postagem no Twitter

As imagens também foram largamente compartilhadas em inglês, francês e espanhol.

Esta alegação é falsa. Na verdade, o vídeo mostra uma queda fatal de helicóptero que aconteceu no emirado mais ao norte dos Emirados Árabes Unidos em dezembro de 2018.

Uma busca reversa de imagem no Google pelas principais capturas de tela do vídeo obtidas pela ferramenta InVID* levou a esta gravação, de 56 segundos de duração, publicada no site de compartilhamento de vídeos LiveLeak em 5 de janeiro de 2019.

Captura de tela feita no site LiveLeak em 27 de janeiro de 2020

Uma pesquisa no YouTube por palavras-chave de acidentes de helicóptero nos Emirados Árabes Unidos encontrou este vídeo de 56 segundos publicado em 5 de janeiro de 2019 e intitulado “Terrível queda de helicóptero nos EAU, explodindo em chamas e matando quatro”, em tradução livre.

A descrição da gravação diz: “Helicóptero cai após atingir tirolesa em Jebel Jais, matando toda a tripulação. Um helicóptero de resgate caiu nas montanhas de Ras Al Khaimah depois de atingir uma linha de tirolesa, matando toda a sua tripulação. Imagens de vídeo mostram o acidente em Jebel Jais, que ocorreu no sábado”.

O emirado de Ras al Khaimah fica localizado mais ao norte dos Emirados Árabes Unidos, enquanto Jebel Jais é o pico mais alto do país.

Uma análise mais detalhada da gravação publicada no YouTube revela que a sequência entre os 14 e 37 segundos do vídeo é idêntica às filmagens utilizadas nas publicações enganosas.

Abaixo estão comparações das capturas de tela do vídeo viralizado nas redes sociais (E) e da gravação do YouTube (D):

Comparação entre os vídeos viralizado (E) e publicado no YouTube (D)

Uma pesquisa por palavras-chave no Google levou a esta reportagem de 2018 a respeito do acidente de helicóptero e publicada pelo jornal Gulf News, com sede em Dubai,  intitulada “Vídeo: Quatro mortos no acidente de helicóptero em RAK [Ras al Khaimah].

A BBC também relatou o incidente, ocorrido em 29 de dezembro de 2018.

Em 26 de janeiro, o cinco vezes campeão da NBA com os Los Angeles Lakers e duas vezes medalhista olímpico Kobe Bryant, de 41 anos, e sua filha de 13 anos, Gianna, faleceram junto com outras sete pessoas em um acidente de helicóptero nas colinas perto de Calabasas, no sul da Califórnia.

A tragédia que deixou nove mortos ocorreu na manhã de domingo, 26, pouco antes das 10h locais, e suas causas ainda não são conhecidas. De acordo com as primeiras constatações, uma densa neblina dificultava a visão na área no momento do acidente.

O Departamento de Polícia de Los Angeles (LAPD, em inglês), questionado pela AFP, afirmou que a falta de visibilidade era tanta que seus próprios helicópteros não voaram até o céu abrir à tarde.

Em resumo, o vídeo viralizado nas redes sociais logo após da morte do astro da NBA Kobe Bryant, de sua filha Gianna e de mais sete pessoas como se mostrasse o momento do acidente foi, na verdade, registrado nos Emirados Árabes Unidos em 2018 e não tem relação com a tragédia ocorrida na Califórnia em 26 de janeiro deste ano.

*Uma vez instalada a extensão InVid no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.