Não, estas fotos não mostram corujas coloridas verdadeiras

Compartilhadas mais de 330 mil vezes desde 2015 em redes sociais, diversas publicações afirmam que estas imagens mostram corujas coloridas originárias da ilha de Madagascar ou das Filipinas. Entretanto, as fotos foram alteradas digitalmente e não retratam a cor verdadeira das aves.

“A bela coruja de Madagascar”, diz o texto que acompanha uma das fotos, compartilhada (1, 2) mais de 20 mil vezes no Facebook ao menos desde agosto de 2017. Outra imagem descrita como a “linda coruja vermelha de Madagascar”, soma mais de 40 mil compartilhamentos (1, 2, 3) na rede social. Uma terceira coruja colorida, supostamente “originária das Filipinas” foi repostada mais de 267 mil vezes desde setembro de 2015.

Contudo, todas estas fotografias foram editadas graças a programas de tratamento de imagens. Para encontrar as fotos originais, a AFP as inverteu (como em um espelho), antes de submetê-las a um motor de busca reversa*.

A primeira ave não vem de Madagascar, não é azul e tampouco tem olhos roxos. Trata-se de uma coruja pigmeu da Guatemala, de plumagem marrom e branca e olhos amarelos. É possível encontrar a fotografia original no site especializado Owling.com, onde foi publicada pelo fotógrafo Knut Eisermann. Em um tuíte em inglês, um usuário havia questionado a veracidade da foto e publicado a foto original. 

À esquerda, a fotografia editada e à direita, a fotografia original de Knut Eisermann.

Já a segunda fotografia, mostra uma coruja da espécie Otus megalotis, também conhecida pelo nome em latim Strigidae. A foto original foi tirada em 2009, pelo fotógrafo de animais Brian Santos.  

À esquerda, a foto editada e à direita, a foto original de Brian Santos

Por fim, a terceira foto retrata uma coruja-serra-afiada. A foto original foi tirada em 2009 pelo fotógrafo de animais Earl Reinik, e está disponível em sua conta no Flickr

À esquerda, a fotografia editada e à direita, a fotografia original de Earl Reinik

As mesmas imagens também circularam em redes sociais em francês, inglês e espanhol.

Além de se tratarem de montagens, corujas coloridas como as das fotos viralizadas não existem. Procurado pela AFP, o curador das Coleções Ornitológicas do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, dr. Luís Fábio Silveira, afirmou que não há corujas, ou até outras aves, com “padrões psicodélicos assim” na natureza.

*Uma vez instalada a extensão InVid nos navegadores Chrome ou Firefox, basta clicar com o botão direito do mouse sobre a imagem e o menu exibido permite pesquisar a foto em diversos motores de busca.