Captura de tela de uma publicação fazendo alegações sem indício, 22 de agosto de 2018 (Facebook / AFP)

Lula tem US$ 108 milhões em Luxemburgo? Não há indícios

Supostas notícias de que o ex-presidente Lula teria uma poupança de US$ 108 milhões de dólares em Luxemburgo circulam na internet desde 2016. No entanto, não há indícios de que isto seja verdadeiro.

 A alegação sobre o líder da esquerda, que cumpre uma pena de 12 anos e um mês de prisão em Curitiba por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, reapareceu recentemente, no contexto das polêmicas em torno de sua candidatura para as eleições presidenciais no próximo mês de outubro. 

Captura de tela de uma publicação no Facebook disseminando uma notícia sem indícios, 22 de agosto de 2018 (Facebook / AFP)

A suposta notícia começou (1) (2) a circular em outubro de 2016. Artigos e publicações no Facebook afirmam que “Lula é o novo milionário do Brasil com 108 milhões em Luxemburgo”, que foram “descobertos US$108 Milhões de Lula em Luxemburgo” ou que a “imprensa internacional desmascara Lula e divulga poupança de US$ 108 milhões em Luxemburgo”. Estas afirmações não puderam ser confirmadas.

Em um correio eletrônico, o departamento de relações públicas do Ministério das Finanças de Luxemburgo afirmou não ter conhecimento sobre estas alegações. Nenhuma investigação levada a cabo pelo Ministério Público Federal no Paraná, São Paulo e Distrito Federal, locais onde Lula é investigado, se referem a esta suposta fortuna do líder petista no Grão-Ducado.

Em nota, o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do ministério da Justiça manifestou que, “enquanto Autoridade Central para a Cooperação Jurídica Internacional, não pode se manifestar sobre casos concretos que eventualmente estejam em trâmite”. A Polícia Federal também alegou não poder comentar sobre a existência ou inexistência de eventuais investigações. Não foram encontradas referências ao caso na imprensa internacional, como afirma um dos artigos que acusam Lula de possuir milhões de dólares no país europeu.

Lula foi condenado como beneficiário de um tríplex oferecido pela construtora OAS em troca de contratos na Petrobras em abril deste ano. O ex-presidente, que enfrenta outras cinco causas judiciais, se declara inocente em todas e denuncia uma perseguição político-judicial para impedi-lo de voltar ao poder. É provável que a justiça eleitoral impugne sua candidatura, em função da Lei da Ficha Limpa, que impede de apresentar a cargos eleitorais pessoas condenadas em segunda instância.

Contatada nesta investigação, a assessoria do candidato afirmou que Lula não possui nenhuma conta no exterior. "Todos os bens e contas do ex-presidente e sua família já foram devassados pela Operação Lava Jato", declarou.

Esta investigação foi realizada com apoio do Projeto Comprova. Participaram jornalistas da AFP, UOL e Poder360.

AFP Brasil