Homem fotografado imobilizando jovem é integrante de força policial chilena

A imagem de um homem uniformizado imobilizando um jovem que sangra pelo nariz foi compartilhada centenas de vezes desde o início de outubro em publicações que alegam mostrar um soldado israelense atacando “violentamente um garoto palestino”. A foto mostra, no entanto, um integrante dos Carabineros, força policial chilena, e circula ao menos desde outubro de 2016. 

“Soldado do exército da ocupação sionista ataca violentamente um garoto palestino”, diz a legenda que acompanha a imagem em diversas publicações no Facebook (1, 2, 3), em referência implícita ao exército israelense.

Captura de tela feita em 6 de novembro de 2019 mostra foto viralizada no Facebook

Alegação semelhante aparece em múltiplas publicações em inglês (1, 2).

Um detalhe da imagem indica, no entanto, que o homem fotografado não é um soldado israelense: no lado esquerdo de seu uniforme é possível identificar o nome “Subteniente F. Venegas”, escrito em espanhol. Enquanto isso, em Israel, os idiomas oficiais são hebreu e árabe.

Uma busca no Google pelo nome gravado no uniforme leva, por sua vez, a diversas reportagens de 1º de outubro de 2016 (1, 2, 3) que identificam o homem como um integrante dos Carabineros, força policial chilena.

Uma delas contém uma gravação do incidente, na qual é possível ver com clareza o símbolo dos Carabineros no uniforme do agente de segurança. 

Comparação entre símbolo dos Carabineros publicado em seu Twitter oficial e o visto no vídeo

No vídeo - replicado de uma publicação no Facebook - também é possível escutar tanto o jovem, quanto o policial falando em espanhol, refutando a alegação das publicações viralizadas.

Aos 6 segundos da gravação, uma mulher que não aparece nas imagens pede que o agente libere o garoto, ao que ele responde que não. Aos 17 segundos, o jovem diz que não consegue respirar. Segundo as reportagens da mídia local, o incidente aconteceu na cidade chilena de Valparaíso e o jovem foi detido porque estava pichando um muro.

Em meados de outubro deste ano, momento da viralização das publicações, tropas israelenses feriram 48 palestinos em enfrentamentos ao longo da fronteira entre Gaza e Israel

Em resumo, é falso que a foto viralizada mostre um soldado israelense atacando um jovem palestino. A imagem circula desde outubro de 2016 e retrata, na verdade, um agente da força policial chilena dos Carabineros.

AFP Brasil