A foto da governadora eleita do Rio Grande do Norte contra a diminuição da maioridade penal foi alterada digitalmente

Uma imagem alegando que Fátima Bezerra, governadora eleita do estado de Rio Grande do Norte pelo Partido dos Trabalhadores (PT), cometeu um erro ortográfico, em um cartaz com o qual posou durante uma campanha contra a redução da idade penal, circula viralmente nas redes sociais do Brasil. No entanto, foi adulterada digitalmente.

“Isso não é fake… É lastimável”, diz a descrição de uma publicação no Facebook que dissemina a imagem. Internautas comentam: “Se há um idiota no poder, os eleitores estão bem representados”, “Brasil e seus governantes analfabetos de cultura, porém corruptos e ladrões eleitos por idiotas imbecis analfabetos vagabundos”.

Foto da mesma ocasião onde se observa a palavra "penal" escrita corretamenteFoto da mesma ocasião onde se observa a palavra "penal" escrita corretamente (Facebook, conta oficial de Fátima Bezerra)
 

Na imagem adulterada, a palavra “penal” está escrita como “penau”. A foto original, tirada em 2015, a então senadora pelo estado da região norte brasileira segura uma folha de papel com os dizeres “Eu digo não à redução da idade penal”.

Outras fotografias foram tiradas na mesma ocasião e em uma delas é possível confirmar a inscrição correta da palavra no cartaz. De acordo com a política de esquerda, no dia 27 de março de 2015 ela recebeu a então secretária estadual da Juventude, Divaneide Basílio, em seu gabinete para discutir a redução da maioridade penal e “ações e iniciativas para fortalecer a pauta da juventude” no Rio Grande do Norte.

Bezerra é uma conhecida crítica das propostas de emenda constitucional que visam reduzir a idade para a possibilidade de imputação penal de menores de 18 anos, posição que defende há anos no Senado.

A redução da maioridade penal no Brasil é uma proposta apoiada abertamente pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. Depois das eleições, o político de extrema direita, em uma entrevista ao Jornal da Band, manifestou sobre a mudança da legislação que dispõe sobre o tema: “Se não for possível para 16, que seja para 17 [anos]. Por mim seria para 14, mas aí dificilmente seria aprovada. Pode ter certeza que reduzindo a maioridade penal, a violência no Brasil tende a diminuir".

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 33/2012, do então senador Aloysio Nunes Ferreira do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), ministro das Relações Exteriores do governo interino de Michel Temer, tramita no Senado Federal. Ela define que indivíduos de 16 e 17 anos sejam julgados com os mesmos critérios que maiores de 18 anos quando cometam crimes inafiançáveis ou reincidam em delitos de lesão corporal grave ou roubo qualificado.

A adulteração da foto de Fátima Bezerra pretende falsamente ser uma evidência da incultura da mulher, desqualificando seu posicionamento contra a redução da idade penal no Brasil. No entanto, a imagem original não contém nenhum erro ortográfico no cartaz que mostra.

EDIT 30/11/2018. Fátima Bezerra é governadora do estado do Rio Grande do Norte.

AFP Brasil