O vídeo de um ex-ministro suíço com um ataque de riso não tem relação com o ex-presidente Lula

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Um vídeo em que um homem tem um ataque de riso enquanto discursa em alemão em um local que se assemelha a um parlamento foi compartilhado mais de 7 mil vezes em redes sociais desde fevereiro de 2022. Segundo a legenda em português sobreposta às imagens, o homem estaria rindo de declarações recentes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas a informação é falsa. A gravação mostra em 2010 o então ministro de Finanças da Suíça, Hans-Rudolf Merz, rindo de uma pergunta sobre a taxação de importações de carne apimentada em seu país. As mesmas imagens circulam fora de contexto ao menos desde 2014. 

“O ex presidente do Brasil o senhor Luiz Inacio Lula da Silva afirmou recentemente que tirou todos os brasileiros da pobreza e que não existe uma única alma mais honesta do que ele” lê-se nas legendas do vídeo enquanto o homem que discursa em alemão dá gargalhadas. As imagens foram compartilhadas no Facebook (1, 2) e no TikTok

Segundo a legenda sobreposta ao vídeo, o homem teria continuado dizendo, entre risos: [Lula disse] que dona Marisa ganhou 230 milhões vendendo Avon e que os filhos dele tem sorte nos negocios”.

Captura de tela feita em 11 de fevereiro de 2022 de uma publicação no TikTok ( . / )

Uma busca reversa da gravação com a ferramenta InVid-WeVerify* mostrou que se trata de um trecho de um discurso mais longo do então ministro das Finanças da Suíça, Hans-Rudolf Merz, em 20 de setembro de 2010. Merz, que se retirou do cargo dias depois, por motivos de saúde, também foi o presidente suíço em 2009.

A legenda em português agregada ao vídeo foi, no entanto, inventada e não tem nenhuma relação com a fala original. O nome de Lula, o de sua ex-esposa, Marisa Letícia Lula da Silva, ou de seus filhos, não foram mencionados pelo político. 

Naquele dia, em uma de suas últimas aparições públicas, Merz respondeu a uma solicitação (1, 2, 3) de informação sobre as taxações às importações de carne apimentada na Suíça. O então ministro riu da linguagem confusa e repetitiva do texto explicativo escrito por um funcionário da alfândega.

De acordo com a transcrição do seu discurso fornecida pelo Parlamento suíço, o então ministro disse: “A administração aduaneira também publicou as chamadas ‘Notas explicativas suíças sobre a tarifa aduaneira’ (risos). De acordo com estas notas explicativas, alguns produtos ainda são classificados no Capítulo 2, aos quais foram adicionados temperos durante a fabricação, desde que isso não altere o caráter de um produto deste Capítulo. (...) No entanto, são excluídas deste capítulo as carnes em que os temperos se distribuem por toda a superfície do produto e são visíveis a olho nu”.

Em 2018 e 2014 (1, 2), a mesma gravação foi apresentada fora de contexto. Nas publicações de 2018, as legendas no vídeo indicavam que Merz riu de um pedido da então senadora Gleisi Hoffmann (PT), para homenagear o ex-presidente Lula no Parlamento Europeu.

Já as publicações de 2014 alegavam que políticos europeus ridicularizavam a administração de Lula. Em outro caso, alegou-se que a organização da Copa do Mundo no Brasil durante o governo de Dilma Rousseff (2011-2016), também do PT, era o motivo das gargalhadas.

*Uma vez instalada a extensão InVid-WeVerify no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.