O ex-ministro da Justiça Sergio Moro em evento de filiação ao partido Podemos em 10 de novembro de 2021 ( AFP / Evaristo Sa)

Moro não foi confrontado em podcast ao perguntar se já prendeu inocente; vídeo mostra piada

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Um trecho de uma entrevista do ex-juiz federal e pré-candidato à Presidência Sergio Moro (Podemos) ao podcast Flow, de Bruno Aiub (Monark) e Igor Coelho (Igor 3K), foi visualizado mais de 115 mil vezes em redes sociais desde meados de janeiro de 2022. Na gravação, Moro pergunta se a operação Lava Jato já prendeu algum inocente, ao que Monark responde: “Lula” - fala considerada uma “invertida” por usuários. Mas o vídeo viralizado omite o momento seguinte, em que o apresentador ri e diz ter feito uma brincadeira. Outras falas de Monark na mesma entrevista mostram que ele não é partidário do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

“Durante participação no Flow Podcast nesta segunda-feira (24), o ex-juiz Sergio Moro, declarado parcial pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nos processos contra o ex-presidente Lula (PT) na Lava Jato, levou uma invertida de um dos apresentadores do programa, Monark”, diz uma das publicações compartilhadas no Facebook (1, 2, 3), Instagram e Twitter.

“Foi na “lata” que Moro recebeu a verdade sobre a Lava Jato!”, escreveu outro usuário ao compartilhar o vídeo, que termina abruptamente após o apresentador dizer o nome de Lula - condenado por Moro no âmbito da operação Lava Jato.

Captura de tela feita em 28 de janeiro de 2022 de uma publicação no Facebook ( . / )

Uma consulta à íntegra da entrevista mostra, no entanto, que o apresentador não estava defendendo Lula no trecho compartilhado nas redes. 

A partir de 1 hora e 40 minutos do vídeo, os apresentadores do podcast perguntam a Moro sobre o seu posicionamento frente ao argumento de que a operação Lava Jato não teria respeitado o devido processo legal em algumas ações - como a divulgação de uma conversa telefônica entre os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff em 2016. Em resposta, Moro assegura que a decisão foi tomada com base na lei. 

“Você interpreta, você toma uma decisão. Mas a lei o que ela quer? A lei quer que quem rouba arque com as consequências. Seja julgado e seja punido. E o que eles querem é exatamente que a lei não valha para isso. E o que a gente fez na Lava Jato? Me diz aí um cara inocente que foi preso na Lava Jato?”, diz Moro, a partir de 1 hora e 43 minutos do vídeo. 

Em seguida, o apresentador Monark realmente responde com o nome do ex-presidente Lula, mas logo completa: “Tô brincando”. Os segundos seguintes do vídeo - cortados na versão compartilhada nas redes - mostram que ele estava rindo ao responder Moro. 

 

Outras falas de Monark na mesma entrevista mostram que o apresentador não é partidário do ex-presidente Lula. 

Aos 55 minutos da gravação, por exemplo, Monark diz: “Depois de um presidente tão ruim quanto o Lula, a gente tinha que ter um presidente bom, mas a gente teve um presidente tão ruim quanto o Lula”

A partir de 4 horas e 47 minutos, o apresentador também ironiza aqueles que dizem que o ex-presidente Lula poderia não saber de esquemas de corrupção que supostamente aconteceram durante o seu governo. “Tudo bem que o Lula colocou no poder todo mundo que fez merda, mas ele não estava envolvido, não tinha como ele saber. Ele era quem, o presidente?”

Em sua conta no Twitter, o apresentador também já falou abertamente sobre considerar que o ex-mandatário é culpado dos crimes dos quais foi acusado. 

Lula chegou a acumular penas de 25 de anos de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em diferentes casos (1, 2) julgados pela 13ª Vara Federal de Curitiba, na época titularizada pelo então juiz Sergio Moro. 

Em março de 2021, no entanto, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou que o órgão não tinha competência para julgar as ações, que foram anuladas e reencaminhadas para a Justiça do Distrito Federal. Desde então, dois dos principais casos envolvendo o ex-presidente foram arquivados (1, 2).

Conteúdo semelhante a este foi verificado pela Agência Lupa