A verdadeira história por trás da imagem de um homem que aparenta urinar em um morador de rua

Uma foto que supostamente mostra um bilionário nova-iorquino chamado “Brandon Torrent” urinando em um morador de rua circula amplamente em redes sociais, em diversos idiomas, desde o início de novembro. Segundo algumas publicações, esta é “a mais clara imagem do ódio de classes”. A fotografia foi, no entanto, produzida com atores para ilustrar um pôster satírico, como contou à AFP um de seus criadores. Não há, ainda, qualquer registro de um bilionário com este nome.

Captura de tela feita em 7 de novembro de 2019 mostra uma das publicações viralizadas no Facebook

“Em janeiro de 1979 o bilionário Brandon Torrent se fez fotografar urinando em um sem-teto dormindo na rua em NY. A mais clara imagem do ódio de classes. No Brasil cidadãos ‘de bem’ e a mídia aplaudem hoje políticas que beneficiam essa elite. E lá vem mais um pacote de Guedes, oba!”, diz uma das publicações, curtida mais de mil vezes no Twitter desde 5 de novembro.

A mesma alegação aparece em múltiplas postagens no Facebook (1, 2, 3) e Twitter (1, 2), além de também ter circulado em francês, espanhol, italiano e turco.  

Uma busca por registros anteriores da foto viralizada no Google Imagens mostra, no entanto, que trata-se de um trabalho artístico e não de um registro documental.

Em publicação no blog Bill and Dave’s Cocktail Hour, o escritor e cartunista norte-americano David Gessner conta ter produzido a imagem em 1983 para ilustrar um pôster crítico ao conceito conhecido como Trickle Down Theory, segundo o qual benefícios concedidos à parte mais rica da sociedade resultarão em vantagens para os mais pobres.

Na postagem, Gessner diz ter contratado uma limousine e dois atores para interpretar o motorista e o morador de rua, na cidade de Worcester, Massachusetts. O homem, apelidado nas redes sociais de “Brandon Torrent” foi, segundo a publicação, representado pelo avô de um amigo do escritor.

Captura de tela feita em 28 de novembro de 2019 mostra charge de David Gessner publicada no blog Bill and Dave's Cocktail Hour

Contactado por e-mail pela equipe de checagem da AFP, Gessner confirmou ter produzido a foto, afirmando que se inspirou em uma charge que desenhou quando estava na universidade. 

“Quando eu estava na faculdade, em Harvard, eu desenhei uma charge política de Ronald Reagan urinando em um afro-americano. Era chamada de ‘The Trickle Down Theory’. Era uma sátira social que visava criticar a economia do gotejamento. Mais tarde, depois da faculdade, eu fiz um pôster de algo semelhante, mas desta vez era um homem rico urinando, não Ronald Reagan. Nós usamos atores para o pôster”, disse Gessner.

Em seu blog, Gessner publicou a charge de Ronald Reagan que serviu de base para a fotografia agora viralizada. No canto inferior esquerdo da imagem é possível ver sua assinatura. 

Na postagem no blog, o escritor explica, ainda, como fez para que o homem visto de costas na foto parecesse estar urinando. “Como diretor, era parte do meu trabalho orientar o pobre avô do Dave a borrifar água com uma garrafa de mostarda em cima do homem que interpretava o pedinte na sarjeta”, escreveu.

Na seção de comentários do blog, diversas pessoas relataram conhecer ou ter tido uma unidade do pôster de Gessner. “Esse pôster foi passado ao longo dos anos em nossa fraternidade, até que alguém o roubou em uma festa”, escreveu um usuário. “Acabei de encontrar esse pôster enrolado em um barco em que eu trabalho em East Dennis”, disse outro. 

Captura de tela feita em 7 de novembro de 2019 mostra comentários em publicação no blog Bill and Dave’s Cocktail Hour

A história do pôster também foi registrada por Gessner em seu livro mais recente, “Ultimate Glory”. Na obra, o escritor conta que chegou a pegar um empréstimo no banco Cape Cod e que trabalhou vendendo tapetes para estudantes para conseguir encomendar o primeiro lote dos cartazes.

Brandon Torrent?

Outro elemento que indica a falsidade das publicações viralizadas é o fato de que não há qualquer registro de um bilionário nova-iorquino chamado Brandon Torrent.

O nome não aparece, por exemplo, na relação de bilionários da revista Forbes, que lista anualmente as pessoas mais ricas do mundo. Não há, ainda, qualquer menção a um Brandon Torrent nos arquivos do New York Times, um dos principais jornais da suposta cidade de origem de Torrent.

Por fim, uma busca no Google pelo nome encontra apenas referências à imagem viralizada ou outras verificações que desmentem a alegação, notavelmente em italiano (1, 2, 3).

Para Gessner uma das razões para a imagem ter tido uma repercussão tão grande é o fato de que “a desigualdade entre os pobres e os ricos é ainda maior agora do que era em 1983”. “Há muita raiva, e a imagem explora essa raiva”, disse à AFP.

Em resumo, é falso que a imagem viralizada mostre um bilionário chamado Brandon Torrent urinando em um morador de rua. A fotografia foi montada com atores para ilustrar um pôster satírico em 1983, como contou à AFP um de seus criadores, o escritor norte-americano David Gessner. Não há, ainda, qualquer registro de um bilionário que atenda por este nome.