Uma citação sobre censura atribuída a Voltaire não é de autoria do filósofo francês

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

“Se quiser saber quem controla você, é só observar a quem você não pode criticar”, diz uma declaração atribuída ao filósofo francês Voltaire. A frase, difundida em diversos formatos, circula ao menos desde 2012 e voltou a ser compartilhada milhares de vezes em redes sociais desde o início de 2021. No entanto, o diretor de uma fundação dedicada ao pensador do século XVIII disse que Voltaire nunca deu essa declaração e que ela foi escrita, na verdade, por um “neonazista” mais de 200 anos após a morte do filósofo.

A frase foi atribuída a Voltaire (1694-1778) em publicações compartilhadas mais de 9 mil vezes no Facebook (1, 2, 3), Instagram (1, 2, 3) e Twitter, assim como em versões em inglês e espanhol.

No Brasil, o conteúdo é frequentemente acompanhado por uma foto da sede do Supremo Tribunal Federal (STF), acusado de censura após mandar prender em flagrante um deputado federal que publicou um vídeo com ataques a seus ministros em fevereiro de 2021.

Captura de tela feita em 2 de junho de 2021 de uma publicação no Facebook

Segundo a Enciclopédia Britânica, as obras de Voltaire sobre tirania e fanatismo continuam a gozar de reputação mundial e considera-se que ajudaram a criar os sistemas políticos e sociais da atualidade.

No entanto, a citação viralizada não é do filósofo francês, segundo o diretor da Fundação Voltaire para Estudos do Iluminismo, um departamento de pesquisa da Universidade de Oxford centrado no autor.

“Outra fala que recentemente ganhou grande circulação na web é esta: ‘Para saber quem te controla, simplesmente descubra quem você não pode criticar”, escreveu Nicholas Cronk, professor de literatura francesa e diretor da fundação da Universidade de Oxford, na Inglaterra, em um artigo publicado no blog acadêmico da instituição.

“Agora regularmente atribuído a Voltaire, este ditado parece ter surgido de algo escrito em 1993 por Kevin Alfred Strom, um neonazista norte-americano que nega o Holocausto, um homem que obviamente não exala a perspicácia e irionia voltariana”, acrescentou Cronk no artigo, que enumera algumas “frases engenhosas que [Voltaire] nunca disse”.

A equipe de checagem da AFP tampouco encontrou qualquer registro dessa frase em suas obras publicadas.

Em 2015, o político australiano Cory Bernardi também atribuiu essa citação a Voltaire, como reportado pelos veículos The Guardian e BBC. Na época, o Buzzfeed rastreou a origem da fala, identificando como fonte um ensaio de 1993 de Kevin Alfred Strom intitulado: “All America Must Know the Terror That is Upon Us”, (Toda a América deve saber o terror que se aproxima de nós, em tradução livre).

No texto, Strom escreveu: “Para determinar os verdadeiros governantes de qualquer sociedade, tudo que você deve fazer é perguntar a si mesmo: a quem não posso criticar?”.

Em uma publicação em um blog em 2009, Strom reconheceu a autoria da citação que tem sido adaptada ao longo dos anos e atribuída incorretamente a Voltaire.

A organização Southern Poverty Law Center, que monitora extremistas nos Estados Unidos, identifica Strom como um “neonazista”.

Tradução e adaptação